A conversa é mole, mas o papo é firme.

terça-feira, agosto 19, 2008

Vá tomar no Cubo D´água

Notívago contumaz que sou, impossível escapar das Olimpíadas. Mas nem precisa viver nas madrugadas para ser exposto, não é mesmo?


Mas já que não podemos competir, vamos participar observando. Assim sendo, darei minhas bizuadas, e quem quiser que diga mais:


1-Nada melhor do que uma partida muito disputada repentinamente cortada por cinco minutos de judô. E olha que judô é altamente excitante. E a gente entende perfeitamente quem está ganhando.


2- Muitos braços, pernas e bundas exuberantes, mas peito nem pensar. Terminantemente proibidos em qualquer modalidade. Imagina como brilham os olhinhos dos cirurgiões plásticos.


3- Aquelas coitadinhas das ginastas, que jogam anos de trabalho num mero minutinho parece que vão chorar no segundo seguinte. Também não é por menos. E elas provam que é possível voar.


4- Tudo que o Galvão diz, acontece ao contrário. Ouro em boca mucha.


5- A emoção que são as provas náuticas. Adrenalina pura, principalmente quando vc adivinha quem é quem e se estão andando para a frente ou para trás. Coidiloco.


6- A maioria das equipes femininas me parecem mixtas.


7- Jamais levar um pescoção de uma cortadora de volei.


8- Quantas vêzes voce ouviram a expressão "Trabalhar o emocional?"


9- Que bom vai ser bancar uma Olimpíada e ficar em 50º lugar. Acho que o Brasil deveria exigir que por exemplo: futebol, onze medalhas, volei, seis, e assim vai. Afinal jogar tantas partidas por uma medalinha só, não é justo.


10- Os judocas deveriam se dedicar a campeonatos de pesca, já que sempre estavam na repescagem.


11- Infelizmente, nos finalmente o tal Hipólito senta. Putz.


12- E a Fabiana, levou ou não levou vara? Mas, com certeza, faltou vara no negócio.

Mas é tudo brincadeira. É bonito ver os esforços, suplantações e abnegações de tanta gente. Fico imaginando o trabalho que dá para chegar neste nível de competições, e muita gente bancando o próprio sonho, principalmente aqui nos nossos cantos, onde a Polícia Federal trabalha muito mais que qualquer Comitê de Esportes.

Uma pena que nos esportes como nas artes sempre exista a força da grana destruindo e erguendo coisas belas. O pior de tudo é ter que concorrer a medalha, quando se pensarmos bem, é o que menos interessa. Ou será que alguém lembra à queima roupa em que lugares de festivais se classificaram Domingo no Parque, Alegria Alegria, Caminhante Noturno?
Todo mundo sabe que não foram ouro, mas o tempo mostrou que isto pouco importa, mesmo.


E já pensaram que para nós as algemas valem, mas ver um figurão desfilando devidamente com as pulseiras prateadas só em filmes de época?


Na nova foto de abertura, além da Maldita estar se exibindo, para que parem com estas coisas de exaltação de bastardinhas, a camiseta que o Lucindo me trouxe de Liverpool, direto do show que o Macca fez em comemoração a meu aniversário. Me lembro de quando ele fez questão de lançar o Sargeant Pepper's em 01/06/67 pela mesma razão. Este rapaz vai longe.

4 comentários:

Norma Lima disse...

Bart, adorei a foto nova! E já que estamos falando de instrumentos, como vai Vítor? Você poderia mostrá-lo por aqui qualquer dia destes...
O pior destes jogos de Pequim é escutar a berraria do Galvão Bueno logo de manhã...
E parece que fomos pegar um bronze na China! Rsrsrs
Torço pelas meninas do futebol, afinal, sem ser feminista chata, é legal ver o "sexo frágil" ocupando, com competência, espaços cada vez maiores.
Mas concordo com você sobre nem sempre os melhores levarem a melhor, apesar de o patrocínio ter sido bom para muitos atletas, nem tudo que reluz é ouro... veja o meu time Vasco, que é sempre vice...
E até hoje eu não me conformo por aquela música chata "Ponteio", com um refrão de massa - pro povo decorar mesmo - ter ganho de "Domingo no Parque". Na época eu devia ter protestado. A merda é que eu só tinha 3 anos de idade. ahuahauah
Beijos!

Monegheta disse...

Eu acho vergonhoso o papel que a seleção masculina de futebol desempenha. Porra, no Brasil é o único esporte que dá condições aos atletas, paga muitíssimo bem, tem uma puta estrutura de delegação, tanto nos clubes como na seleção, e eles sequer lastimam a perda de uma medalha. Vão se fuder! Bando de pagodeiros!

A novela da vara mostra como o Brasil apoia os atletas de outras modalidades, inclusive o futebol feminino.

E não deu para as meninas da ginástica, apesar do bom desempenho. Mas a queda do Diego foi muito triste. A compensação foi ver as americanas, lindas e impecáveis, e tb as chinesas. Um show.

O que impressionou foram as quebra de recordes na natação, que outrora se dava no atletismo. Cheguei a pensar que a água era benta.

E o que dizer da implicância do comitê olímpico com o maiô das nadadoras do sincronizado? Coitadas, tiveram até que trocar o uniforme para poder competir. E a cava e o decote fizeram falta na apresentação, pois nem classificar, classificaram.

Mas vou permanecer assistindo essa gente bronzeada mostrar seu valor em Pequim!

rubs disse...

Ah, bixo, to cagando pras Olimpíadas... boicote à fodedura da China e sua moral béstia...
dublar uma chinezinha porque ela é feia? aff!!!

E ainda to trabalhando dobrado no Clube que faço assessoria de imprensa, onde o Cielo, único ouro do Brasil, começou nadando... é TV pra todo lado...

Lucindo disse...

Bart, ótimos seus comentários sobre as Olimpíadas - você conseguiu expressar exatamente o que eu penso e como me sinto assistindo (não ao vivo, claro), taekondôs (sei que não é assim que se escreve, mas estou com preguiça de procurar a forma correta), hipismo, luta greco-romana, iatisno e até mesmo ginástica olímpica. Não entendo m... nenhuma, mas tenho certeza de que mais uma semana e todos nós seremos 'experts' em todos esses esportes com seus maravilhosos termos próprios, assim como, a cada desastre aéreo, o povo aprende tudo sobre aviões - reversos, flaps e quetais... E viva a Argentina, que fez o nossa 'celessão' descer das tamancas. E viva nosso bronzeado, cada vez mais forte. Como diz o Zé Simão, agora somos "Bronzil". Um abraço.