A conversa é mole, mas o papo é firme.

segunda-feira, julho 21, 2008

Etelvina jamais se calará

Hoje é só uma homenagem, pequenina, mas acho que vale a pena.

Dercy ficou conhecida popularmente por uma chanchada da Atlântida, que se chamava "Cala a bôca, Etelvina". Nem precisa dizer quem era a Etelvina.
Que vocês me ajudem em todos os tribunais, pois vou cometer uma pequena indiscrição, mas por uma boa causa. Se ELA estivesse por aqui, eu pediria permissão, mas como não está, vai na raça, e como em qualquer adultério, negaremos sempre.

Vai a letra de uma canção inédita de Ritz, que por caminhos outros tenho cá comigo, e acho que terei o máximo prazer em ser o emissário desta homenagem de uma estrêla a outra, com todas suas grandezas:

Dercy Beaucoup (1847) (esta data está no original de Ritz)

PEGOU CARONA NA ARCA DE NOÉ
NO EGITO ENCANTOU O FARAÓ
SEDUZIU OS MONGES DO TIBET
TEM BALACOBACO NO BOROGODÓ
FOI GARÇONETE NA SANTA CEIA
MOSTROU PEITO, BUNDA E XIBIU
A VÉIA TEM NITROGLICERINA NA VEIA
CENTENÁRIA RAINHA DO BRASIL

MERCY DERCY
DOIDIVANA DIVA
NOSSA SENHORA DO DESBUM
MERCY DERCY
DAMA DA NOITE SEMPRE VIVA
DEUSA PATROPI NÚMERO UM


Que Deus as tenha, assim na terra como no céu.

Aproveitando o rabisco, hoje, segundona, saiu uma matéria na Folha Teen, com o velho ronco que não quer calar, ou seja, apareceu mais uma Guitarra Maldita.
O cara que fez a matéria até livra a cara no fim, pois disse que ao perguntar ao Sérgio El Dias, o mesmo disse que aquela não era a Régulus dos Mutas, pois a real se encontra morando em Ribeirão Preto por todo o sempre. Mas o cara colocou uma foto do disco Tropicália, e destacou a foto da Maldita, dizendo que aquela era guitarra do cara da matéria. Putz.
Mas Simoni depois coloca um link para uma comunidade da Régulus, onde até o Cláudio César afirma que a Real Régulus é a que alguns viram nos lançamentos de RLML.
O enderêço para xingamentos é folhateen@uol.com.br . Eu já xinguei.
Quem escreveu a matéria foi José Flávio Júnior, o homem dos 3 acentos.

4 comentários:

Monegheta disse...

Eis o link da comu Régulus:
http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=31162690
que, além da história da Maldita, tem a história do baixo tb, contada por Johnny.
E aproveitei para colar o trecho com o link esclarecedor deste blog na comu Mutantes, onde um espertinho já tinha postado a falcatrua. Que coisa, heim? Volta e meia, este cara conta a mesma lorota. (Astronauta Pingüim, pra quem não sabe, é gaúcho e participa de vários álbuns e shows do Júpiter Apple, inclusive com a Régulus.)

E lá se foi Dercy, com 101. Imortal, só mesmo o Tricolor - disse Lupicínio Rodrigues.
E Ritz em merecidas férias... Todos nós merecemos!
Beijo envenenado!

Norma Lima disse...

Dercy dizia que não usava palavrão e sim a palavra, e que o -ão era os outros que colocavam. Gênio. Depois que as pessoas morrem, viram sempre maravilhosas, mas no caso dela, foi incrível na vida e na morte. Você, Bart, já viu alguém querer ser enterrado em pé ao som de um samba? Só mesmo Dercy Gonçalves.

cat disse...

Eu acho bacana ver que um cara com a sua idade tem uma memória ainda bastante razoável. Aleatoriamente lembrei das dercis, dos henriques e dos zés claudios da vida.

Anônimo disse...

ola henrique...
muito legal seu blog cara... tive a curiosidade de ler soh hj, e achei mto interessante, fiquei admirado com a sua cultura inteligencia e a maneira com q trata dos assuntos... parabens mesmo, vou deixar o comentario anonimo pra vc ficar curioso, abs velho