A conversa é mole, mas o papo é firme.

sexta-feira, agosto 01, 2008

ReGilância

Após longa e tenebrosa espera, Giló sai fora da lama política.

Para quem não lembra, um pouco antes da eleição do Luleisêca (para os outros), Ritz e Giló estavam engatando um papo para fazer o Refestança II, acho que exclusivamente para Norma assistir ao inassistido. Isso se não caísse o cenário novamente, claro. Isola.
Mas o tempo passou, a voz de Gil se perdeu um pouco nos discursos, e também não da para saber o que Ritz pensa agora, já que morelembaum sempre tem os Mutas para ela voltar. (Já pensaram uma turnê pró-geriatra, para não fugir ao conceito, de Ritz com os Tuttis originais?...é...é só já pensou, porque na real jemé....e se o na real virasse no Real$?...outro dia até os RêPêMê guardaram as luvas de box e deram uma palinha no Falsão por alguns dólares a mais...mas acho que foi só pra promover uma caixa com cds, dvds e etcs.)...bom, esquece.
Quem tem o poder, pode dar uma relembrada nesta parceria, cutucando como pode...eu vou mandar bilhetinho...ou acho que já tá mandado...
Giló esta com um disco legalzinho rolando e vale a ouvida, embora nada de novo abaixo do coador.

E ser um Rolling Stone não é mole. Jagger tem que fazer aquela filharada por aí e pagar pensão. Charlie teve que escapar de um câncer. Richards primeiro caiu do coqueiro e quebrou o próprio côco, e depois cheirou o pai. Agora é a vez de Ron Wood. Aos 61 anos, voltou a beber normalmente (dizem que até duas garrafas de vodka ao dia)...e não sei se por ser vodka, largou um casório de 23 anos por uma garçonete russa de18 anos, e que entorna tanto quanto o Stone. Afrodisiacamente pode ser que ele tenha saído ganhando, mas na bebida, ter que dividir ainda vai dar problemas ao casal. Em casa de bêbado, garrafa vazia é problema.
E para quem acha que o roquenrou acabou, os mesmos Stones assinaram contrato em nova gravadora (ninguém faz isso para não lançar disco), e planejam uma turnê pela Ásia...em 2009.

E no Folhateen desta semana, cartas de Johnny e Simoni, reclamando da matéria que fizeram apresentando uma outra Régulus como a Maldita. Essa menina sempre causa polêmica, mas nunca vamos esquecer que ela é minha menina. Mas ao menos El Dias tem respondido a todo mundo que pergunta, que ela mora aqui em Riba e fim de papo.

E sai almanaque dos 70,80, 90, de novelas, de monstros, de heróis em quadrinho, dos bítous...

Macca deu um show para 270.000 pessoas no aniversário de 400 anos de Quebec, no Canadá. Aí você vai no torrents e baixa o show inteirinho, fresquinho...enquanto por aqui muitas participações de Artista Nacional em programas de tv, entrevistas, e coisas que jamais sairão oficialmente/comercialmente, ficam mofando em gavetas chaveadas...digitem David Bowie e vão ver o tanto de vídeos que tem do cara...talk shows, especiais de tv, câmera da platéia, zilhões de coisas...dá uma inveja destes fãs que vão dando sustenção a seus ídolos.
Mas não esta aqui quem falou isso...foi êrro de digitação...

3 comentários:

Monegheta disse...

Hey Bartsch!
Já está em todos os alertas a matéria esclarecedora da Gazeta de Ribeirão sobre a Maldita:
http://www.gazetaderibeirao.com.br/conteudo/mostra_noticia.asp?noticia=1588922&area=92020&authent=093B7466FE4120B0827FFD6EF899BB
Pingüim é gaúcho, e não paulistano.

Às vezes, deixando o saudosismo de lado, penso que Ritz tem razão em não voltar pro passado e pensar sempre adiante.
Quando ela esteve in PoA, declarou no jornal que gostaria de compor com Júpiter.
Essas puladas de cerca de Ritz sempre renderam ótimas composições. Uma parceria com Júpiter é inadiável.
Eu adoraria um disco de Ritz com diversos parceiros musicais.
E sempre tem um ou mais Tutti no palco ou no estúdio com Ela. Só não entendi a troca do Lee Marcucci pelo Bruno na tour PicNic.

O novo trabalho de Gil é mais uma produção de Das Lima.

Eu, como fã, sou uma Ovelha Negra.

Beijo envenenado!

Norma Lima disse...

Bart do Céu, acabei de rever o Saia Justa de 2002 em que a Rita disse que ela e o Gil estavam pensando em refazer o Refestança. E como sempre, Norminha não viu o de 77 e nem verá o outro que não pintou.
E entendi a sua indireta do Almanaque. (Humpf)Olha aqui Sr Gracinha, na próxima vida volte professor no Brasil e entenderá tudo...

Norma Lima disse...

Complemento maldoso: é coerente o Wood se apaixonar por uma garçonete... quero dizer, do jeito que ele entorna, isso é que é unir o útil ao agradável...