A conversa é mole, mas o papo é firme.

sábado, fevereiro 09, 2008

60 anos - a entrevista - parte 6

Vamos esquecer os 1960, pois ali aconteceu coisa que dura até hoje e vamos falar dos outros dias do resto de nossas vidas.

O grande estouro dos 1970 foram os Secos e Molhados. Dos 1980, os RPM. Dos 1990, os Mamonas. E dos 2000, putz, Ivete Sangalo.
Como podem ver, 3 foram grupos, e assim sendo de uma forma ou de outra, terminaram como sempre acontecem com grupos. Lógico que os Mamonas é meio diferente, mas o resto foi briga mesmo. Mas todos eles foram fenômenos de vendagem e público que beiraram a loucura. Eu vi os Secos e os RPM e afirmo de carteirinha.

Mas falei nisso, porque acabei de ler um livro, Revelações Por Minuto, de Marcelo Leite de Moraes, Companhia Editora Nacional, sobre os RePeMe .
Daria uma boa história, mas parece ser mais que autorizada. Além de pegar muito leve, é muito mal editada. O texto repete-se trocentas vezes, até no mesmo parágrafo. Fica reproduzindo entrevistas inteiras que na distância dos anos, perdem totalmente o interesse. E tenta vender uma imagem de que "eles não conseguiram domar o sucesso". Ora bolas. É balela este negócio de dizer que o sucesso pode estragar a pessoa. Se você dá poder à pessoa errada, dá no que dá. E muito embora nas entrelinhas, dá pra ver que os caras não tinham mesmo nada a oferecer, por isso, babau. Até hoje, como vocês podem notar.
Uma pena, pois a história tem que ser contada, mas duvido que alguém vá ter o saco de chegar até o fim deste livro. Embora muito ilustrado, a maioria parece foto de lambe-lambe.

E para o ouvinte amigo que já não se aguenta nas calças, achando que Ritz não foi citada como fenômeno, ora meus caros: ELA não é fenômeno puntual; é carreira que dura décadas, coisa rara em qualquer lugar do mundo. E quem achou ruim da Sangralo, a coisa ganha meio milhão em cada show, tem avião e helicóptero, e no Reveillon, cobrou uma milha para fazer um show num clube em Salvador, e pagaram. Lembrem-se que as mulheres de Atenas estão discutindo fenômenos relâmpago, que geralmente sucumbem às trovoadas, e não outras coisitas em geral.

Agora vou ler a bio do Barão. Parece ser melhor.

Vamos continuar a reallity mini-série.

E como anda o SPA Farniente?

Continuamos com nosso velho trabalho, mas nosso foco tem mudado muito. Antes pensávamos em algumas catástrofes numa época muito distante, mas pelo visto seus filhos já não vão beber desta água. Ou qualquer outra água.

E vai acontecer o que, assim tão próximo?

Já notou o tanto de besteiras que foram feitas nos últimos poucos séculos? Em nome do tal progresso, gastou-se em energia, em duzentos anos, o que não se gastou nos outros bilhões de anos de existência do mundinho.
Já pensou nos buracos que vão ficando de onde tiram petróleo? A Terra esta virando um Queijo Suiço. As placas tectônicas vão se reagrupar para cobrir estes buracos. O chão vai parecer que esta com Mal de Parkinsons, de tanto que vai tremer.

Mas e a alternativa do álcool? Eu sou de Ribeirão Preto, e lá só tem plantação de cana.

Nossa. Quem mandou dar entrevista para foca? Meu caro, a cana de açúcar em pouquíssimo tempo rouba todos os minerais do solo, e as queimadas são a pá de cal em qualquer solo produtivo. Você deveria fazer um movimento em sua cidade já pensando em construir piramedes e esfinges, para que o deserto que aquilo vai virar ao menos venha a render em turismo, logo mais.

Mas o que se pode fazer?

Sabia que quase 60% da água potável é desperdiçada diariamente, sem qualquer utilidade para que se presta?
Ainda tem gente passando horas no banheiro, lendo no trono com o chuveiro ligado, ou curando ressaca na água fria por horas. Escovando os dentes com a torneira aberta, lavando suas calçadas e carros. E você acha que alguém vai fazer alguma coisa? É claro que só quando a água nem der mais para bater na bunda.

(aproveitanto a descontração e indignação combinadas) Prometo não perguntar mais nada, depois dessa. Qual sua relação com a Rita?

Talvez eu esteja com o meu prazo de validade vencido, mas como não sou de ficar prestando atenção em rótulos...estamos aí.

Mas toda donzela tem um marido que é uma fera, e o negão do pedaço já estava me olhando meio torto. Achei melhor não abusar da sorte.

Para terminar no sete, que é conta de mentiroso, como diziam, apesar de que agora acho que é nove, teoria calcada nos dedos do atual presidente...bem, no sete acaba a saga.






Um comentário:

Monegheta disse...

Bartinho, será que o negão não estava te lançando um olhar 43, aquele assim, meio de lado, já saíndo, indo embora, louco por você?

A alternativa de cisternas para coletar água da chuva p/ aproveitamento é excelente. Água potável para tanque, máquina de lavar, descarga, torneiras externas é o fim da picada!
Mas eu ando me emputecendo mesmo é com as embalagens. Boicote total ao isopor e sacos/sacolas plásticas.
E as fontes de energia eólicas, que perspectiva nos trazem?

Ziriguidum, Telecoteco, Balacobaco... A MPB nas suas diversas fases e faces, foi homenageada na passarela do samba de Sampa, pela Casa Verde. E as estátuas dOs Mutantes (CV tb) foram levadas à avenida no carro tropicalista. A boneca Rita ficaria melhor caracterizada com o cabelo amarelo... Mas o comentário de Flávio Prado foi foda: dOs Mutantes saíram Rita Lee e Arnaldo ANTUNES!!!!!!!!!
Ah, e na 'nova era da mpb', boneca da Ivete.