A conversa é mole, mas o papo é firme.

segunda-feira, dezembro 04, 2006

Livro-nos do mal

(hey, hey...pequeno problema no vídeo do post anterior, mas até à tarde estará devidamente resolvido....sorry folks)

Nestes tempinhos aqui, lí quatro livros. Para gente que vive na estrada, ler é o melhor remédio. Também vale um mp3 basiquinho, com suas prediletas, para acompanhar. Ouvir música na janelinha é lisérgico.
Mas é post de segundona, e daqueles perigosos, que praticamente não fala de voces sabem QUEM, xiitas.
Vamos falar de papéis.

Tanta gente comentando, o livro mais vendido, o que não quer dizer que isso seja coisa boa,mas arrisquei o tal Caçador de Pipas nos campos de centeio e poeira do Afeganistão.
Bem escrito, você fica a fim de ver aonde vai, mas é de uma tristeza sem fim. Se da vida não se leva nada, e vamos sorrir e cantar, Sílvio, acumular sofrimentos além daqueles que somos obrigados a carregar, sei lá. Mas, meus queridos masoquistas de plantão, dá pra encarar na boa. Dizem que para quem chora à tôa, chora à tôa.

Outros dois, foram de autores nacionais que gosto muito. Ruben Fonseca, com Ela e Outras Mulheres. Contos, como sempre, e cada um tem nome de mulher, quase que usando todo o alfabeto. Nem sempre Ruben acerta, mas a maioria são muito bons, e é leitura rápida.
Por estar na mesma linha, Mundo Perdido, de Patrícia Melo. Patty ficou famosa quando escreveu O matador, que vai passar esta semana na Globo, como O homem do ano, uma das poucas atuações que dá pra agüentar daquele Murílio Benício, desculpe quem gosta aí. O cara, no livro/filme, é uma besta que depois de levar umas pauladas na vida, vira justiceiro, ganhando uma grana para apagar os outros. Neste Mundo Perdido, ele reaparece, caçando a filha que foi levada embora por uma das mulheres dele.
Ruben e Patrícia caminham na mesma trilha, usando muita violência, daquelas que você tem que ler o livro meio de lado, para não sobrar um tiro em sua cara. Mas escrevem muito bem, e cutucam como poucos as fragilidades que nos cercam. O de Patrícia é romance, mas também leitura rápida, principalmente porque você quer saber no que vai dar aquilo. As críticas e observações que eles vão colocando de cacos, valem a pena.

E por fim, Chic-a-boom, romance de Antonio Bivar, de uma inteligência ímpar. Bivar cria uma São Paulo ideal, sem poluição, tudo funcionando, utopia anarquica mesmo, no bom sentido. E além disso, cria situações inusitadas, os nomes dos personagens são impagáveis, e Bivar entende muito do mundinho society, colunas e colunistas, etc.
E é bem pornozinho, também, para quem gosta de emoções mais alternativas. O livro tinha sido lançado em 1991, mas agora ele revisou, mudou personagens, atualizou, ou seja é um novo livro, lançado em 2005.
Para quem curtiu Rádio Amador, feito por Ritz e Bivar, um prato cheio para viajar no humor desta mente privilegiada.

Quanto ao livro-bio do Robertão, é sempre bom comprar logo, pois ele tem o estranho costume de vetar tudo que sai sôbre ele. Como a justiça é meio lenta, até chegar o mandato de recolhimento, sempre sobra algum. É um livro de 450 páginas, onde comentam que o autor conta "tuuuuudo"...affff....duvido! O autor participou de muitas entrevistas com RC, mas nenhuma falando diretamente para o livro. Fêz na base da pesquisa. Bem diferente de RL, que falou tudo na lata. E não só não proíbe, como ajuda a divulgar. Coisa gente é fina outra.

E olha Normitz entregando que deu em cima do irmão da Gimenez. Seria algo como quase cunhada de Mick Jagger? Bem, lá no Rio pergunto para as pessoas, e fico sabendo da história verdadeira.

Vallim, se puder disponibilizar O Bode, seria engraçado. Eu até tenho, mas nunca acho.

Ao ler as trocentas msg que me esperavam depois dos dias de estrada, tinha uma curitibana de Sir Dino Vox. Vou reproduzir um textículo que ele mandou, embora eu já tivesse jogado minha pá de cal sôbre, mas aquí é tribuna librérrima, e quando tem hipocrisia no lance, tem mais que ampliar a visão. Dino foi ético em mandar pvt e perguntar se seu podia levar adiante. Assim sendo, aí vai, e cada um com sua conclusão:

MUTANTES exorcizam RITA LEE
Que os Mutantes voltem e lancem CD duplo e DVD retrospectivos, ainda vá lá. É uma febre a chamada volta dos que não foram. Mas a banda liderada pelos irmãos Arnaldo Baptista e Sérgio Dias vai compor material inédito, mostrando que ninguém vai dizer que eles deixaram barato. Eles se ligaram em outra, como cantam na música "Top top", e dão sinais de que incorporaram de vez a cantora Zélia Duncan. Durante entrevista nesta quarta-feira para o lançamento dos novos discos, os irmãos responderam com virulência a críticas feitas pela ex-vocalista, Rita Lee, dizendo que a colocaram 'para fora' da banda(e porque ficam dizendo no fantas que nunca a mandaram embora?). E informaram que, com a nova cantora, preparam material inédito
Participação de Rita? Nem pensar

A ex-mutante só tem criticado o revival do grupo e chegou a chamá-los de um "bando de velhinhos espertos tentando descolar grana para pagar seus geriatras". Sobre uma possível participação especial de Rita no show dos Mutantes em São Paulo, nada feito.

- A Rita era uma banana. Eu mandei a Rita embora dos Mutantes. A Zélia é mais adubada, é mais rock'n roll. A Zélia é Led Zeppelin. Estou botando 'mó' fé - sentenciou Arnaldo

Sérgio Dias lembrou que a banda foi criticada no tempo de Rita Lee e que o mesmo deve ocorrer agora, sem ela.
- Malharam a gente com a Rita, agora malham sem a Rita. Isso irRita.


Acho que Dino não mandou a fonte original. Mas é isso aí. E chega dêsse assunto bobinho.

Ah...e tem matéria o Pedro Alexandre Sanches na Carta Capital desta semana, sôbre mutas. Ainda não li.

Muita gente tem comentado em posts antigos, por isso é sempre bom dar uma reolhada. Eu fico sabendo, porque o blog tem um dispositivo que me avisa que alguém comentou. No post 56, Rockeleição in Rio, Biazolee, fala que gosta de bítous, ritz e mankis. Eu também. Um dia falo mais dos monkees, de quem Ritz uma vêz me disse que Robbie de Carvalho também é apreciador. Não sei se ela disse só pra agradar, vai saber.

Mas voltando aos livros, e agora, o que que eu vou ler? Eita vício, viu....
Acho que segunda chega a bio do Robertão e a curiosidade sempre mata (atlântica) a gataiada...afff...

10 comentários:

dino disse...

bom bart
como vc, sou 1 dos poucos dinossauros remanescentes que assistiu os mutantes ao vivo & a cores e ainda sobreviveu a isso!!!
sei q existem assuntos + preementes a serem espremidos neçe mundo cruel,tão chatinho & desprovido de ética, mas ética pros manos batetesta sempre foi titica, inda + agora q saíram pro mercado botando seu peixe à venda...
*a fonte dos dizeres é tv uol
abç

fernanda lee disse...

È tão moderno o ver o que os Mutantes faziam antigamente .. não sei porque diabos ficam batendo nessa tecla .. quem foi sempre será Mutante mas quem quer ser de novo pode perder a veia ... não precisavam disso ...
... pode ser um show .. pode estar bem ensaiado com uma grande produção mas não me peça pra dizer que eles voltaram .. não peça pra deixar de afirmar que a maior estrela deles foi , é e sempre será Rita Lee ...
.. sou suspeita ? sou mas meus ouvidos estão afiados e quem não viveu essa época mas aprecia muito, sabe o que é botar um disco na vitrola e entrar no tempo ... mesmo voltando continuam com uma sonoridade nunca alcançada ...

Querem voltar?? .. voltem então com o rock progressivo porque Rita Lee vai muito bem obrigada ...

E Bartiovisck é pura cultura ... livros .. livros .. livros .. fiquei interresadissima nesse do Bivar ..

Beejones ...
.fefetz

leandro vallim disse...

Cara, dá muita raiva ver que o Arnaldo falou que Rita era uma banana.
Idiotão ele. Fazer renascer Mutantes, uma coisa que ficou mágica, ficou na história, é passado cultuado no presente.
E acho que não tem nada a ver a Zélia no grupo.
Nem se compara com a Rita. Led Zeppelin é o caralho. Zélia tem mais é que ficar na carreira solo.
Fico com pena dela, uma pessoa tão carismática, tão doce e competente se misturando com esse povo sinistro.

Pode deixar que vou te passar a "o bode e a cabra". Vai demorar um pouquinho de nada.

Abraços

Normitz Leema disse...

Roland Barthes,

Ai, eu não tô pra book down... "Vamos sorrir e cantar, lalalalá..."
Ruben Fonseca? Patrícia Mello? Bom gosto heim? O estilo dos dois são parecidos porque a Patrícia é fã de carteirinha do Fonseca. Ela não gosta de escrever como "mulherzinha", na linha de Cecília Meireles e Florbela Espanca. Bem, pelo menos a crítica literária a elas contemporânea sempre encarou estas duas como mulheres que escrevem. Por isso dona Mello adora um palavrão e um tiroteio em seus livros, - isso não é coisa de "mocinha"!
Mas o Murilo Benício é o único ator que interpreta sem mexer um músculo da face e também sem mexer os lábios. Hahahahaha...
Ops... vou caçar o Bivar por aqui.
Esse livro sobre o RC parece ser lugar comum, duvido que o Rei mande recolher, o cara seguiu matérias para escrever a bio, deve ser politicamente correto. Argh!
(Leia e nos conte, master. Tudo que o master mandar... faremos todos!) Ler é meu vício 2, depois de Rita Lee, of course...
Só lembro dos Monkeys como grupo de série enlatada na tv. Mas outro dia, em Portugal, achei um cd deles na FNAC de Lisboa e gostei.
Vê se não entrega meus casos amorosos por aqui, meu!
E banana, Arnô, é a pq te p.

Beijos cariocas!

Normitz Leema disse...

Ah, e aqui no Rio só da Mutantes, depois do tal show pra gravar o Deve de, que a irmã Baptista deu a louca saiu batida sem avisar aos outros dois, eles vão ao auditório do jornal O Globo fazer um show e responder perguntas do público. Como sou assinante deste jornal, ganhei um convitezinho...
Aff...

Verônica disse...

Terminei de ler o Caçador de Pipas ontem no onibus voltando pra casa.....engoli as lagrimas...Pra vc ver como um país vira o inferno de uma hr pra outra...ninguem esta seguro em lugar algum...Gostei do paralelo q o autor fez sobre a cultura afega e americana...
É isso...um dia vc usou a expressao "Cem anos de solidao" e fui procurar o q era isso...um livro claro...comprei e dei de presente pra minha melhor amiga com a condicao de q me emprestasse depois de ler...to na fila...mande sempre sugestoes de livros!!!

rubinhow disse...

Bart, to lendo o livro do Kotcho... "Do golpe ao poder - uma vida de repórter"...
Se quiser ver a sacanagem e a ética política do país, é um prato cheio... o cara vivenciou os bastidores de toda politicagem nacional...

mas os que leste, vou tentar acoplar à minha fila...

Edna disse...

Falando em livros, por aqui a coisa está difícil. Atualmente apenas leituras de cunho ambientalista e ainda tem dois Paulo Freire aguardando. E só depois das férias voltaremos a René Descartes, pq ninguém é de ferro, né?
Valeu pelas dicas, quem sabe um dia...

beijão!

Denise disse...

Putz... até que Ritz por ser uma "banana" fez altos gols depois que saiu dos Mutantes, né? Engraçado cara, eles se perderam totalmente quando expulsaram a tal "banana" do grupo, né Arnaldo? Na boa, gosto do Arnaldo e do Serginho pra caralho e talz, mas pra quê tudo isso? Bem, a Rita nem ninguém precisa retrucar esse tipo de picuinha medíocre... a obra está toda aí... É só colocar o "Fruto Proibido", Babilônia" e todos os outros bolachões e bolachinhas pra tocar... Melhor resposta impossível! Olha o troco aí!!! Nada melhor do que o tempo... Bão, dia 25 de Janeiro chegará em breve e vamos ver se eles estão com essa bola toda mesmo... espero que eles estejam, no mínino, no alto de suas sabedorias (vaidade boba), para que no máximo se dê um descontinho para o que eles falaram... eles ou ele? Affffffffff... Nem sei mais, acho que a prova de que Sérgio e Ritz continuaram "de boa" foram as participações dele em discos dela começando já em 79. Portanto vamos conferir seu Arnaldo e se ele pudesse ficar quietinho seria melhor porque até quem adora ele como eu está ficando meio puto com essa história... O que me conforta é que a música Mutante é eterna! Salve os registros dessa linda história da música brasileira! Tá. chegaaa!!!

E viva o vício da leitura!!! Obrigada pelas dicas! Sempre leio um livro pensando no próximo que vou ler! Enfim...

Beijo!

Denise disse...

Ah, Zélia Led Zeppelin??? Huauaauhauahua... então tá. Nada contra a moça... Ela tem uma carreira legal, uma obra bonita e simpática... Vai virar mutante mesmo? Huahauauha... aiaiaiaiai...