A conversa é mole, mas o papo é firme.

quarta-feira, novembro 22, 2006

Contra os vertidos

(hey, hey...problemas momentaneos no you-tube estão impedindo a abertura dos vídeos...logo logo deve voltar ao normal, por isso, marquem uma sessão da tarde, ok?....ou podem pegar o dinheiro do ingresso de volta no guichê...saídas de emergência ao fundo, lado esquerdo e direito, a qq problema de despressurização, as máscaras de oxigênio descerão automaticamente, saquinhos de vômito marca fantástix, à sua frente...pode usar mais de um...e uma boa viagem, se os controladores descontrolados deixarem)
(Agora está tudo certo, mas vamos deixar o comentário, para os pesquisadores futuros...atenção pesquisadores da mpb, como se diz no primeiro vídeo...)

Primeirinho, adorei os posts do oitentinha...estou cercado de gente pura, elegante e sincera (desculpe farniente)...e agradeço a todos que por pura e expontânea pressão comentaram no post 27, dos bítous....agora ficou mais bonitinho....falta dar uma comentadinha no 36, das zeleegadas...aí fica jóiabicho...em breve vou começar a responder os comentários por lá tb...

Notícias daquelas:
Investigadores britanicos, 108 anos depois, usando relatos de prostitutas da época, reconstituíram o rosto de Jack, o estripador. E chegaram à conclusão que poderiam tê-lo pego. Mais de cem anos depois isto não é útil? A Scotland Yard se diverte muito entre um tiro e outro em imigrantes brasileiros no metrô. O pior é que o sujeito é a cara do Freddy Mercury. Será? Ao menos um parente de Frederico Mercúrio? (meus caros e caras, se traduzissem certos nomes e certas letras para o português, vocês veriam o que é bom pra tosse...David Gilmour seria Davi Gilmar..Roger Waters seria Rogério Águas...).

Já que estamos na terra da rainha, esta notícia é de uma alegria sem fim: Tony Blair, totalmente sem poder e despontando celeremente para o anonimato, declarou que a invasão do Iraque foi um êrro. Vocês não ficam comovidos com este ato de arrependimento? As famílias de todo mundo que morreu à tôa por lá devem estar morrendo de felicidade, e irão inundar a caixa postal da Bush de Blair com mensagens de amizade e fé cristã. Apesar de tudo, o mundo é belo.

E lá se vai Robert Altman. Cineasta foderoso. MASH, Nashville, Assassinato em Gosford Park (mais atualmente), Pret a porte, detonando o mundinho fashion muito antes das manchetes anorexicas.
A coincidência é que dias atrás Ritz estava me falando sôbre um filme que viu na tv a cabo, sôbre umas mulheres que se reunem para falar de James Dean. Fui pesquisar para ver de onde vinha, e era um filme no início da carreira de Altman, que não só conhecia, mas também trabalhou com e adorava o rebelde sem causa, que Ritz tanto presa e fala. Viví mais ainda. Agora resta esperar uma reprise no Tele Cine Premium, para conhecer.
Uma grande virtude de Altman é que , como Scorcese, nunca ganhou Oscar em competição. Viram que o véio tava meio maus, e deram aquele de conjunto da obra. Conjunto da obra não é quando levantamos e damos aquela espiadinha, como diz o Bial, para ver se o que nossos intestinos produziram, apesar do cheiro adverso, vai bem, obrigado?

Tem gente que pediu, tem gente que não tem como ver, e por várias razões aí vão dois vídeos por razões meio parecidas: o péssimo jornalismo, e pesarosamente exercido por uma das maiores redes televisivas do mundo.
Primeiro, parte um da entrevista de Ritz. No Famplástico, com música de horror, voz fantasmagórica de Cid Morteira, coisas de dar arrepio em crianças desavisadas.
Aqui já é Globo News. Sem música, papo mais longo, risadas, mas mesmo assim editado. Tem coisa que tinha na entrevista fantasmagórica que não está por aqui. A entrevista é bem mais comprida, mas não é a íntegra. Numa certa altura, quando tiver uns 20 minutos de matéria no ar, notem que no visor da câmera está com quase 40 de tempo corrido. E quem mexe com mídia, sabe que uma entrevista pode ficar do jeito que quiserem, com inversão de perguntas, inserção posterior de perguntas, inversão na ordem cronológica, e assim vai. Mas pra quem não viu e quer formar opinião, parte um de três, porque assim vocês são obrigados a vir aqui mais vêzes.





Entrevista Rita Lee Globo News Parte1de3



A priori, como dito no post anterior, eu não ia colocar nada dos Mutantes, onde se fala tanto da Rita, em respeito à santa, e sabendo que para algumas pessoas, criou-se um clima de "personas não gratas". Mas pelas circunstâncias, vou mudar um pouco o conceito. Nâo vou colocar a apresentação, que mesmo para os simpatizantes, não foi das melhores. Nervosismo no ar, falta de ensaio de material complicado, sei lá. Mas o importante é denunciar o jornalismo tendencioso. Não é à toa que a primeira sílaba do nome Kubrusly já define a situação. Como um cara tão velho de jornalismo pode se prestar a uma palhaçada destas? Ser tão feladaputa, como diz CV?
E em tempo, parabéns aos entrevistados, que embora por várias vezes instados, declinaram de falar mal de Ritz, e muito pelo contrário, pediram a benção, mostrando que não vão comprar polêmica barata de jornalimo rasteiro de tablóide sensacionalista. Também coloco, porque tenho amigos espalhados pelo mundo que não tem oportunidade de ver o fato, assim como muitas outras pessoas que não conheço, mas também espalhadas pelos mundo, que podem ter esta oportunidade. E o assunto acaba por aquí.


Entrevista Mutantes Fantastico 19/11/06

7 comentários:

dino disse...

altman é o cara!
p/mim, o melhor filme do milenio é 'dr.t & as mulheres',cronica sub-sutil&liminar sobre a condição atual do macho,capado p/ mulhas de fio desencapado, chocando choques cor de rosa, lôcas p/1 fio terra...
falando em capiau capado, o cateto-capão do kubrusly destrata a hiper-musa desde os tempos d'o pasquim...empalem-no!!!
abç

fernanda lee disse...

Que %$#@ não to conseguindo ver os videos .. oh meu Deus ... nem direto no "youTUBO" tá dando ....

..mas o kubrusly deve tá ficando gaga ... no sabado em um show sentei "quase" do lado dele .. podia ter levado um apetrechos pra dar umas alfinetadas ... hahaha

bjs
f lee...

Norma Lima disse...

Como é?... Freddy Mercury se parece com Jack o Estripador das muiés londrinas? Non sense... Tony Blair se arrependeu da invasão depois da derrota política de Bush? Cômodo...
Veja, Bart nosso de todo o dia, como o véio Karl Marx tem alguma razão: para o proletário que só pode ver a TV aberta, aquela droga de Fantástico, o show da morte, com direito à voz do além de El Cid; para a outra classe,a da tv a cabo, Ritz linda, leve e solta, sem sensacionalismos, ainda que não inteira - estamos falando do quarto podre poder, a mídia (arrombou a mídia, uá uá uá).
E por falar em podre poder, esse tal de Kubrusly nunca foi com a cara da Rita, ele é daquela leva dos incomodados que julgam o trabalho dela pelo lado pessoal. Tenho uma matéria dele dizendo achar um absurdo ela ter vendido mais que Roberto Carlos, Bethânia, Gal e outros que ele considerava bons. Humpf! Aproveitando o clima londrino: cortem-lhe a cabeça!

rubinhow disse...

Bartz,
o Jornalismo é uma farsa...

conhece a teoria dos 2 mil?
Somos 2 mil no mundo, o resto é figurante que nos faz ficar prestando atenção nas coisas que eles falam e fazem...

Duvido que existe a China... eles filmam lá e mostram na telinha pra gente ver e falar "NOSSA" e mudar de canal...

É, se continuar assim, as vacas vão dominar o mundo...

:oS

PS: Juro que não fumei nada do post re-passado muito menos me inspirei nas músicas dos novos emepebianos...

Norma Lima disse...

Ah, como sou cinéfila, não podia deixar de comentar sobre o Altman... dos clássicos dele (M.A.S.H e Nashville) só vi Short cuts, e amei de paixão. Mas esse do James Dean, se não me engano, é um documentário da década de 60 que até agradou à tv americana, o que não era muito comum na obra dele.
Beijos.

Joseh Garcia disse...

Eh verdade, Norma.
O Ku brusly nao vai com a cara de Rita mesmo.
Li uma vez ele detonando com o Bossa'n'roll...

Mas td bem...gente nessa vida..sempre haverah aplausos e vaias...Entao, vamos aprender a valorizar quem nos valoriza.
Palmas para Rita,Roberto, Bart e nos, suditos da santa!

Betha Medeirix disse...

Eu ADOREI o que o Sérgio falou: "...não quero fazer que isso gere uma situação de picuinha de Mutantes entre Mutantes!"
É isso aí! Foda-se o Kubrulhu, foda-se quem quer baixaria!

Viva Rita, Viva os Mutantes, Viva a Zélia que está certa em estar fazendo parte, nem que seja da 'sombra' da maior banda que este país já teve!!!

Ah, e viva o saudoso e maravilhoso Altman que me 'levava' muito ao cinema na década de 70, quando eu já era uma adolescente apaixonada pela 7ª Arte! E continuo... Apaixonada e adolescente... hehehe