A conversa é mole, mas o papo é firme.

quarta-feira, outubro 04, 2006

Prioridades midiáticas

Neste últimos dias, tivemos algumas notícias que nos confundiram um pouco, pois não sabíamos avaliar a importância delas. Mas a Santa Clara mídia esta aí exatamente para nos dizer o que interessa ou não.

Na seqüencia foram a morte do Ubiratan, a trepada da Cicarelli, a queda do avião e as eleições. E neste meio, o moleque que mandou matar a mãe, e ficou chorando no orkut. Mas esta nem mereceu uma levantada de sobrancelha.

Ubiratan levou vantagem, porque as eleições estavam longe, e os outros fatos ainda não tinham acontecido. Assim sendo, deu pra fica espichando o assunto, até todo mundo ver que é bem provável que a mulha meteu bala naquela "pureza" de pessoa. Se essa notícia estivesse no meio do furacão das outras, já resolviam no outro dia ou ia para os programas e jornais sensacionalistas. Como não tinha notícia importante, vai cozinhando esta mesmo em banho maria.

Daí veio a Cicarelli. Aí sim. Estamos no século 21, a ciência em pleno desenvolvimento, a humanidade no ápice de sua história, mas mesmo assim, gente pelada, mulher principalmente, e pessoas fornicando em público, são mais notícia que tudo. Homem pelado, já querem logo conferir o tamanho. Mulher, já se vai no peito caído, no tamanho do matagal e nas gordurinhas que a roupa esconde. Aquilo no mar, na frente do moço, era um pedaço de pau ou o dito cujo mesmo?
Não tem jeito. As pessoas param até pra cachorro engatado na rua. E se quem estiver fazendo "aquilo" são famosos, nem fale. Lembram do Chico Buarque numas fotos com uma garôta dentro do mar? E levando em conta este tipo de experimento científico, Rita Cadilac, Alexandre Frota, parece que também a Gretchen, resolveram levar esta festa às últimas conseqüencias, e faturar com isso. Todo mundo acha um horror, mas vai lá escondido na locadora para pegar, ou tenta ver se tem alguma coisa no you tube.

Na política, a coisa vai sendo mais planejada, pois deve ter notícia com dia certo para sair, como as fotos da grana, alguma notícia bombástica, como aquela da ex-mulher do Lula, na eleição do Collor. E o povo embarca, como se ficasse horrorizado com os defensores da moral e dos bons costumes, que são os políticos. Não foi bom eleger Maluf, Collor, Clodovil, Genoíno, Palocci, Enéas? Só gente fina. E é claro que quem votou neles depois vai ficar indignado, porque a politicalha não sabe o que faz.

Mas no meio disso tudo, quem perdeu foi a queda do avião. Se não houvesse outras notícias, ouviríamos todos os canais o dia inteiro falando nisso. Opiniões de especialistas, as autoridades correndo atrás para apurar. Mas, no avião não tinha artista, político, socialite. Só gente comum, trabalhadores, os sem rosto. E azar dos pobres familiares que estão passando até agora os piores momentos de suas vidas. E como entender uma fatalidade destas? À luz do dia, no meio do nada, com completa visibilidade, aeronaves novíssimas, instrumentos dos mais precisos construídos exatamente para evitar tudo isso. Alguém errou, e não foram os passageiros.
O país deve sua solidariedade a todos que perderam os seus, que devem estar se sentindo abandonados por tudo e por todos. Se esta tragédia fôsse a notícia da hora, o Brasil estaria orando pelas almas que se foram, missas estariam sendo encomendadas em todos os lugares, luto oficial. Afinal, não é o maior acidente aéreo do Brasil?
Na terça, com a eleição fora de foco momentaneamente, já tem páginas e páginas do acidente, de quatro dias atrás. Viu o que dá a prioridade de assuntos? Agora é só o avião e o afã de achar um culpado, como se isso fôsse buscar alguém de volta. Minha aposta vai para piloto e co-piloto do jatinho, que é a melhor saída para muita gente.

Mas até famoso sofre, se morrer na hora errada. Bussunda foi morrer em plena Copa do Mundo. Tadinho, foi praticamente nota de pé de página, enquanto o povo torcia para aqueles pés de chinelo. Mídia, santa mídia. Manda e desmanda. Elege e destitui.

Um pouco mais light, uma notícia dizendo que em relacionamentos longos, para manter a longevidade é saudável dar umas flertadas por aí. A pessoa se sente valorizada e volta para casa a mil por hora e faz o que imaginou na outra situação. Algo como passar em padarias, confeitarias, restaurantes, ficar olhando aquelas iguarias, sentindo aqueles odores, e voltar correndo para jantar em casa. Uma coisa é certa: esta é a opção mais barata.
Mas o perigo desta tática, é acabar fazendo o flerte ir além do combinado, e já viu. Vira caso. E quando vira caso, algúem vai ficar demais, e chega a hora de dispensar.
Daí meus primos alemães, sobrinhos de tio Adolf, já saíram com uma: em contra-posto às Agências Matrimoniais, em Berlim já existem Agências de Separação.
Você quer se separar de alguém, mas não quer passar pelo dissabor? Contrata a Agência, e ela faz o trabalho sujo.
Existe então a tabela de preços. Uma dispensa pelo telefone é a mais barata. Se for feita pessoalmente, por um agente, já fica mais caro. Se tiver que discutir a partilha de bens em comum já é um pouco mais, e assim vai.
Calma. Logo logo alguém abre uma franquia por aquí.

E vocês devem estar perguntando onde está Rita Lee nesta história? Oras, deve estar lendo isto aqui pelo menos, não é?
Uma viajadinha para comemorar um mês de blog. Obrigadão pelo apoio e intervenções. Viva Nóis!!!!

4 comentários:

Fernanda Lee disse...

"Viva Santa Clara padroeira da Teveleezão" ... imagina o trabalho ...

.. Por falar em TV bem que deveria existir um canal só Dela ..

"Teveleezão em tempo integral"
Putz ...

Ei ... Onde está Rita Lee???
Ela tá aqui .. ali ... em todos os cantos , lugares , dimensões ...

Parabéns por 1 mês de blog ...
Vida longa .. por favor ...

OHM OHM OHM OHM OHM ...

Bjos
Fernnie Lee

johnny disse...

Cella Vie e este é o velho Bartsch que conheço..
Que que é isso rapaiz!!!vc esta de parabéns pelos 30 dias.
Desejo vida longa ao Bart que mora ao lado de todos.

rubinhow disse...

Hey Bart,
aprendi sobre a hierarquia da notícia lendo esse texto mais do que meus professores ensinam na faculdade...

Mas a ética midiática, apesar de leis e coisa e tal, não existe... é um puta de um jogo sujo de dar nojo...

e já estou me vendo, seguindo adiante com o barquinho...
tsc
tsc
tsc

Norma Leema disse...

Querido Bartman,

Obrigada por me fazer gostar de blogs, lembre-se de que você é o responsável por isso...
Em termos do bom uso de tecnologia, fico com você, que provou que os contatos por e-mails não são distanciados e nem superficiais, isso depende do talento e do calor humano de cada um. Digo isso para os jornalistas que reclamam da Ritz por ela só querer dar entrevista assim, será que não enxergam o seu exemplo?
Achei graça das Agências de Separação, nada mais justo, se existem as de União. Não é fácil uma separação, você já abordou o assunto aqui quando comentou o novo cd do Cae, "Ce". O negócio é que se capitaliza tudo neste mundo... "E o meu maior lucro nesse negócio é não me envolver", como ensinou em "Status", Ela, quem? RLJ...
Parabéns por mais um mês e continue tornando a nossa vida menos chatinha.