A conversa é mole, mas o papo é firme.

segunda-feira, dezembro 08, 2008

150 anos

Em vindo a Madonna descendo a ladeira, deixeu falar de um assunto que desde o começo do ano queria, mas foi ficando.

Neste 2008, os 3 que jogaram o pop na extratosfera, fizeram 50 anos. Coincidência? Bem, estou terminando um livro que se chama "Fora de série" do Malcolm Gladwell (Ed. Sextante), que foi a opção que o tradutor achou para "Outliers", o título original. É alguém ou alguma coisa que não se encaixa nas classificações gerais.
Vai ser até assunto de um próximo, mas no resumo do resumo, o sucesso não é só talento. Existem vários fatores outros, como a origem, sorte e também a época em que se nasceu.
Como exemplo o cara fala dos grandões da informática, que nasceram na mesma época e tem vários pontos em comum. Portanto não é à toa que os 3 nasceram no mesmo ano.
Outro ponto que o cara bate firme, é o número de horas que se trabalhou para que o sucesso venha. Ele fixou em 10.000 horas. Como exemplo ele fala das incontáveis horas que os bítous tocaram em Hamburgo, até chegarem ao que foi.

Dos 3, além da Mandonna, tem o M. Jackson e o Prince.
Tive o privilégio de ver todos ao vivo, uma vez. Aliás, não gosto de repetir muito os shows, pois acho que a imagem glamurosa que temos diminui muito quanto confrontados o astro com a real, principalmente muitas vêzes. Talvez bem distante um show do outro, quem sabe. Mas sempre fiquei na uminha, na maioria das vezes.
Vi Mad no Morumbi, e a história foi que chegamos em nossa perua no local, e todo mundo desceu, e fui com alguém estacionar. Neste momento, na rotatória ao lado do estádio, tudo congestionado, parou uma van ao nosso lado. E lá estava ela, a poucos metros, sozinha, olhando para o nada. Vidros fechados, claro. E ao contrário da Carolina, não comi a Madonna.
Entramos no estádio, e como ela estava começando a turnê, ficou ensaiando danças e sons à luz do dia. Fiquei a menos de dois metros dela, e se querem algum detalhe da proximidade, os peitos balançam bastante, e agora talvez tenha mexido, mas acho que se soltassem os bichos, olhariam galhardamente para o chão, e bem próximos dele. Miudinha. Mas se apresentando é enorme.
Um show violento para a época (The Girlie Show), com uma japonesa descendo só de calcinha numa barra de ferro que ia até o teto. Mas tinha muito playback. Competente, mas Mad nunca foi muito minha praia.

Logo em seguida veio o M. Jackson, também no Morumbi, mas este foi outro esquema, pois levei meus garôtos, Pedro e Caetano. Assim sendo sentamos nas numeradas, pois eles eram pequenos. E não tinha pensado na época, mas foi precavido deixar as crianças um tanto distantes do personagem. Ainda não havia nenhum escândalo pedófilo, mas acho que valeu o instinto paterno.
Michael canta muito e tem músicas muito bonitas. É uma caricatura de si mesmo, mas um grande artista, e pena que tenha sido vítima da própria personalidade. O caso é complicado.
O show também foi de arrasar. O cara era tão forte na época, que na abertura do show, ficava imóvel no meio do palco, durante cinco minutos, sem som, sem nada. O povo urrava literalmente.

No roquinrio que foi no maracanã, vi o Prince. Dos 3 é meu predileto. Cheio de manias, mas toca guitarra muito bem, canta muito, e tem um zilhão de músicas que só negão mesmo para fazer.
Tem um disco melhor que o outro. Uma pena que cheio de frescuras, mas faz parte do mercado, para se manter.
Neste show foi que peguei um pandeiro todo preto que foi jogado, com o logo que foi o nome dele uns tempos, em dourado. E aproveito para dizer novamente que um próximo me surrupiou, e eu sei quem é, e não sei se por isso o cara mudou até de país. Mas sem ressentimentos.

Mas dos 3, o que eu gosto mais mesmo é do Steve Wonder.

E hoje é oito de dezembro. Lennon morreu há 28 anos, e minha querida Bárbara Bartsch faz 10 anos, para compensar. Quando comecei a conversar com Ritz, naquilo que virou RLML, ela ainda estava em gestação. Putz.
Aliás, ELA disse que no especial do Rei, CV irá de Merlin, Neguinho de...bem...acho melhor não dizer....e ELA de boba da côrte.
O show será gravado no dia 11/12 no Rio, e CV já gravou um bate papo com Roberto, mediado por Nelson, O Mota. Vamos ver no que dá.

Finalizando, Normix manda o link DELA falando da Mandonna.

http://revistamarieclaire.globo.com/Marieclaire/0,6993,EML1692349-1740-2,00.html

Simoni manda a mobilização para Lóki ir para os cinemas

http://www.moviemobz.com/film/profile/mid/767/tab/mobz

(este entrou na repescagem)

A little help from Lucindo, para aqueles que ficam ouvindo e não sabem exatamente o que:

http://br.youtube.com/watch?v=ND_TGj_B-zw

5 comentários:

Norma Lima disse...

Sim, Madonna pode ser competente, mas é uma tremenda marqueteira, como Rita a definiu muitíssimo bem no texto que escreveu para a Marie Claire. Nunca me encheu os olhos...
Dos três citados, o meu preferido é o Michael Jackson, um tremendo artista, infelizmente com conturbações na vida pessoal que respingaram na carreira.
Nossa Rita bobinha da corte... quem é verdadeiramente da realeza, nunca se acha rainha... será que ela vai se apresentar com a roupa da Marca da Zorra? Já apareceu vestida a ssim no Saia Justa...
Essa garota é PAPO FIRME!

Norma Lima disse...

Ah, eu também amo o Steve Wonder!!!

Moni disse...

Madonna e 'Maicon, nem de graça. Já o Prince, eu pago pra ver.
Mas bom mesmo é esse grupo do vídeo, um tal de The Beatles. Acho que eles têm futuro, viu?
E show pra assistir sem tirar, só o DELA mesmo. Mas acho que a Pompéia tem razão quando grita: muda o disco!!!! Pic Nic virou kerb.
No especial do RC, gostaria que ele cantasse 'desculpe o auê'. Certa vez asisti ELA cantando e imitando o RC. Ficou ótimo.
Splish Splesh foi o beijo que eu dei nele dentro do cinema, assistindo LOKI.

rubs disse...

Bom... RL e RC já foi...
meus palpites foram todos furados... achei que iria rolar Proibido Fumar e Desculpe o Auê, mas pelo que ouvi dizer, eles fizeram um debate entre as músicas de ambos...

vamos ver... o Natal tá mais legal com a ansiedade de vê-los dia 25...

E li que apenas 13 pessoas podem falar com Madonna... que coisa sofrida...

Moni disse...

Presente antecipado!
Já está no youtube:
http://br.youtube.com/watch?v=WNTKqHRoRiY
Pelo que sei, rolou na seqüência um trecho de 'Arrombou a festa': "sou a garota popo firme que o Roberto falou"; e ele emendou com "essa garota é papo firme ha ha ha ha".
Gostei muito, exceto a brega 'todo homem que sabe o que quer...'. Bem que poderia ser 'na paz do seu sorriso meus sonhos realizo e te beijo feliz...'.
Ai de mim que sou romântica...