A conversa é mole, mas o papo é firme.

domingo, novembro 25, 2007

Slowhand

George Harrison, guitarrista dos bítous, casou-se com Pattie Boyd, uma lourinha bonitinha que participou do filme A Hard Day's Night.
Eric Clapton dispensa apresentações, era muito amigo de George, apaixonou-se pela Pattie e acabou ficando com a mulher do amigo.

Isso é só uma introdução para os novinhos, pois vou comentar duas bios que li uma após a outra, sendo primeiro a da Pattie, depois a do Clapton.

Por serem envolvidos, os papos às vezes tangenciam, mas o da Pattie é muito bobinho. Aliás, sou forçado a começar a admitir que a unica mulha de bítous que valia alguma coisa era mesmo a japoronga Ono. As outras eram todas bibelôs que ficavam em casa esperando os maridos voltarem das turnês, aliás, das orgias de sexo, drogas e rock'n'roll na qual eles vivam como bons representantes, e tudo bem, com o bolso cheio. Pattie deve ter lançado sua versão porque a grana deve estar curta, acreditem.
Bem, a Feia Macca não ficava em casa esperando, mas fazia pior: ia junto....e tocava....afff...

Mas a bio do Clapton é outro mundo. Vale a pena, pois o cara foi bem honesto, contando todas as pauladas que levou tanto da vida em sí (cada uma pior que a outra), assim como das mulhas, dos amigos, e principalmente dos vícios, principalmente o da birita. Pelo que ele diz, coca, heroína, gererê, tudo bem, mas a marvada não é fácil não. Tinha que ser bluseiro, mesmo.
Não vou ficar recontando pois merece a lida. O que me chamou a atenção, foi um evento em que Clapton participou algumas vezes, bancado por um ricaço inglês, em que artistas em geral montavam shows, sendo que uma sessão à tarde era para quem não podia pagar, e à noite era para quem podia pagar, para bancar a festa. Me lembrou muito o SPA Farniente.

A 20 anos sóbrio, Clap comprou uma casa em uma ilha no Caribe e transformou numa clínica de atendimento a drogados, e o empreendimento chama-se Crossroads Foundation. Ele fez tudo com recursos próprios, e o grande pontapé, foi um leilão que ele fez com 100 guitarras de sua coleção. Isto rendeu quase oito milhões de dólares.
Anualmente ele se reúne com os amigos músicos, e faz o Crossroads Guitar Festival, que vira uma turnê por várias cidades, levantando grana.

A conclusão do livro, é ele praticamente pedindo desculpas porque após 40 anos de estrada, não agüenta mais fazer shows. Tentou fazer uma tour de despedida, mas se arrependeu amargamente. Ele quer pescar, curtir os filhos, 3, que são bem novinhos, fazer um showzinho lá e cá. Não parece a história de ALGUÉM?
No começo da carreira, pixaram num muro de Londres que Clapton era Deus. Ele ficou meio constrangido no início e depois até curtiu. Mas acho que agora, na real, o cara faz um bom papel de anjo para muita gente que precisa. Uma bonita lição.
Slowhand, do título do post, era um dos apelidos de Eric, e quer dizer mais ou menos "Mão boba".
O Natal está chegando, portando é só dar uma dica para alguém, e quem sabe ganha o livro, não é mesmo?.

E no post anterior, tem comentário da Monegueta já contando do Culto em POA. Atrás do Porto, tem uma cidade Alegre. Quem sabe mandam fotos, e a gente prega.

14 comentários:

Norma Leema disse...

Sabe de uma coisa? Os deuses da arte não podem parar, pois sem eles, o mundinho fica muito triste.
Arteiros tem aos montes, artistas, são poucos.
Segundo uma entrevista pro Zero Hora, Ritinha vem de CD novo. Ela ainda vai fazer, durante muito tempo, um monte de gente feliz.

Monegheta disse...

Hey!
Jah que o assunto é livro musical, na Zero Hora de sábado, a matéria de capa do Segundo Caderno é sobre o livro 1001 DISCOS PARA OUVIR ANTES DE MORRER, e entre os três discos que ilustram a dita, está lá Ele, de 1968. Aliás, este álbum dos Mutantes está em todas as listas do bem. Só para não deixar nenhuma dúvida, este livro não traz somente a lista. Todos os 1001discos são comentados tb.
E esta biografia do Eric deve estar em todas as listas de presente.
Bjs

dani lee disse...

Jimi Hendrix dizia que o negócio dele não era falar e sim tocar. E o da Rita é cantar !

ainda vai fazer um monte de gente feliz sim ;)

puts quanto tempo faz queeu nao leio algo ? um tempinho...
acho que vou dezenferrujar ;)

dani lee

rubs disse...

naum sei se gosto muito to bluseiro... mas, na verdade, não o conheço direito!!!

but,
quero ler a do Tim...
e pra comprar livro, meu caro, tem q vender a alma...
caríiiiiiiiiiissimo

Monegheta disse...

E jah "utubaram" a mulher:

http://www.youtube.com/watch?v=jnRINSFTn3I

Norma Leema disse...

Oi Bartzinho, tem relato do show de POA no meu blog: http://normalima.blog.terra,com.br
Léo Maciel postou dois vídeos no You Tube, Cor de rosa choque e Nem luxo nem lixo.
Certamente, outros virão...
Fotos também estão chegando...
Depois te mando algumas, chuchuzinhoooooooooooo
Bjs

Amanda disse...

Eu não entendo. A Pattie Boyd era a coisa mais sem sal desse mundo, e ganhou de presente Something, Layla e Wonderful tonight. E eu, que sou tão legal, no máximo ganho Parabéns a você uma vez por ano... Ô mundo injusto! Concordo que todas as bítous women era um saco, inclusive a Yoko, mas eu gosto da Jane Asher...
E eu vou reforçar a minha constante reclamação em todos os blogs... Cadê os shows em São Paulo??

Mirta disse...

Bart!! foi leendo em POA... minha terrinha...minha cidade.. a Rita com a camisa do meu time.. MEU DEUS!! q sonho!! perfeitoo.. prometo q mando fotos pra iluminar o blog.. rsrsrs.. Bjs!!!

betha disse...

Eu reclamei pra caramba do pre�o do ingresso e acabei ganhando cunhadac�nio... hehe
Minha cunhada querida mora na Holanda e se comoveu ante nosso desespero de n�o podermos comprometer nosso or�amento com 3 ingressos para o 'culto'!
Fomos eu, minha companheira e nossa filhota de 5 anos!
Minha filha adorou o in�cio, ficou cansada no meio, mas vibrou, cantou e dan�ou 'Ovelha Negra' e 'Doce Vampilo' que ela tanto ama!!!
ELA cantando 'Vingativa' na frente do palco com as duas beckings foi sensacional! hehe

S� n�o consigo gostar da parte, em todos os shows, quando ela entra com uma camiseta vermelha de um time que n�o consigo entender qual �... hehe
Show deliciosooooooo!!!
Realmente, ELA est� com cox�es roli�os que nunca teve!
Rolaram v�rios 'gostosa' e ELA feliz da vida recebendo-os!

Alessandra Alves disse...

henrique, querido, adorei o post, mas dá para franquear o nome do livro, editora, essas coisinhas básicas? hihihih

Norma Leema disse...

Hi, postei hoje mais novidades sobre o show da deusa escalarte no meu blog.
Beijos.

Bart disse...

Hoje em dia a gente está a um click de mouse de qualquer informação, e acho que por isso esqueci de ser mais informativo. Então lá vai:
Clapton - A autobiografia (Ed. Planeta) - R$31,30 na Saraiva, plea internet. Na livraria é bem mais caro.
Pattie Boyd: Wonderful tonight: George Harrison, Eric Clapton and me (pouco apelativo, já no nome)- Na Amazon.com, por US$15,57. Ach que nem ganha tradução, este.
Desculpe Nós Safaia, Alessandra.

Alessandra Alves disse...

gracias, querido!

Monegheta disse...

Matéria sobre os 40 anos de carreira de RITA LEE, com 2 vídeos hilários Dela na TV italiana (programa do Raí?)- (Lança perfume, Baila comigo) e outro do acústico com M. Nascimento.

http://avidafeliz.blogspot.com/2007/11/40-anos-de-carreira-da-cantora-rita-lee.html