A conversa é mole, mas o papo é firme.

quinta-feira, julho 19, 2007

Inês P. Lee Kavel

Existe um fenômeno que jamais saberei entender ou explicar, e cíclicamente ele se repete.

Primeiro foi Raul Seixas. O cara veio do brega, contra toda e qualquer corrente de época, e tudo mais que vocês estão de cabelos pintados de saber. E todo mundo teve que tocar Raul.

Tempos depois, Legião Urbana. Melodias estranhas, também nadando contra a corrente da época e com legionários até na Muralha da China.

Andando mais um pouquinho, Los Hermanos. O encontro do camelo e do dromedário que nem os Titãs conseguiram explicar, e nem o Chorão conseguiu nocautear. Shows lotados, nenhuma música nas paradas, na média, mas todo mundo sabe as letras melhor que os autores. E no ápice resolvem dar um tempo.

Pensam que acaba aí? Nada disso.

Eu não conhecia até há pouco tempo, mas meu filho Pedro me apresentou. Eles estiveram em Ribeirão no mês passado. Na verdade, eu tinha ouvido falar que haveria um show de Zeca Baleiro, e mais um nome que me escapou. Depois fiquei sabendo, para minha surprêsa, que o Baleiro era a abertura dos caras.

Pois bem, a nova inexplicabilidade se chama O Teatro Mágico.

É centrado em um cara chamado Fernando Anitelli, misturam o show musical só com trabalho próprio com pessoas fazendo mímica, malabarismos e outras alegorias circensis sem panis.

Lançaram um cd independente, que vendem a cinco reais nos shows, e mesmo assim disponibilizam as música no site http://www.oteatromagico.mus.br/ dizendo que quem não tem grana, pode baixar à vontade. Dizem que já recusaram a oferta de quatro gravadoras.

Pedro me arrumou um dvd tôsco, de algumas apresentações, e é o mesmo fenômeno: todo mundo sabendo tudo que os caras cantam, que é um mixto de folclore, com pop, rock, etc.

Show em Ribeirão lotado, num lugar que muito medalhão só coloca meia boca de público.

Dizem que no show da Virada Cultural, em Sampa, juntaram 40.000 pessoas. Em Recife juntaram 10.000.

A principal prática do grupo, pós-show, é descer direto do palco para a platéia, para conversar com quem assistiu.

E agora estão fazendo 3 dias no Auditório Ibirapuera, já com lotação esgotada, para gravar um dvd oficial. Guardem os nomes: O Teatro Mágico/Fernando Anitelli.

Mas eu continuo não entendendo o fenômeno. Alguém tem palpites?

9 comentários:

Denise disse...

O Teatro Mágico? Humm... Achei, musicalmente, fraquinho! Existem outros grupos que fazem esse tipo de espetáculo por aí... Só aqui no ABC paulista tem um que está há mais de 10 anos na fita. E é bom pra caralho... mas, não é, assim, muito comercial, sã? O Teatro Mágico explodiu porque fisgou os adolescentes... ao mesmo tempo, chamou atenção de outros tipos de público.. inexplicável mesmo, Bart! Fui na porra do show na virada cultural... não consegui ver nada - er... vi alguma coisa pelo telão - mas, consegui ouvir e a música deles não me prendeu... quero ver o show dos caras num lugar mais confortável que me permita analisar!
Quanto ao Raul, Los Hermanos (phodástico de bom) e outros, existe um quê de revolução nesses caras... coisa que não enxerguei ainda no Teatro Mágico... Enfim...

rubinhow disse...

assisti o teatro mágico umas 4 vezes... eles vem todo mÊs com lotação esgotada pra pira...

mas acho meio hipocrisia
algo paz e amor moderno pra ganhar...

sei lá...
já deu no sacoooo

rybs disse...

aliás,
escrevi algo sobre eles num dos shows


http://www.musicaeletra.com.br/index.php?itemid=318


abs
sir bart
rubs

Normitz disse...

Não tem uns modismos??...
Talvez muita gente vá na onda, sei lá. E nessas, seja até coisa boa. Tomara. Estamos precisando de qualidade e singularidade no Brasil, não de quantidade e mesmice.
Eu torço pela arte e pelos artistas do meu país! Mas só pelos VERDADEIROS.

Joseh Garcia disse...

Meninos e meninas,

Nunca ouvi fakar no tal Teatro Magico...
Vou ver se dou uma escutada.

leandro vallim disse...

""Mas eu continuo não entendo o fenômeno. Alguém tem palpites?""
O que houve com ele, o fenômeno?
Engordou novamente?

Dani Lee disse...

rs, boa LeeAndro...se ele engordou eu nãp sei, mas deixou o cabelo crescer...

Adoro o Zeca Baleiro :

Bj

Dani Lee

Michelle Bulotas disse...

OOOOi Henrique, fazia tempo que não comentava por aqui... =)

Eu já havia escutado falar sobre esse grupo, é bem legalzinho...
Agora Baleiro... bom, deixe... rs

Abraços,
mande notícias!!

Amanda disse...

Sou mais Cordel do Fogo Encantado. Eu vi TM mês passado, e gostei. Mas juro que esse Fernando é bem mais demagogo do que a cara de palhaço faz parecer.