A conversa é mole, mas o papo é firme.

quarta-feira, junho 27, 2007

Police para quem precisa The Police

Sempre que a humanidade comete um deslize, ficamos mais pobres na alma.

Isso acontece diariamente, mas é duro engolir que representantes da refinada classe média desçam gratuitamente de um carro e espanquem alguém que está num ponto de ônibus.
Tem uma letra antiga do Benjor/Bengala (que me desculpe Farniente), que diz "chorava todo mundo, mas agora ninguém chora mais".
Agora todo mundo se lamenta do acontecido, mas daqui uns tempos, só quem levou o cacête é que vai lembrar.
Fico mais apavorado pois a maioria dos rapazes é estudante de direito. Imaginem como vão se comportar defendendo a justiça, embora na maioria dos casos ensinando todo mundo a mentir perante um juiz, que é o que muitos advogados fazem, não é mesmo?
E também na Barra, no Rio, duas estudantes de direito foram pegas roubando roupas numa loja. Oremos, pois mais dia menos dia, você terá um advogado em sua vida, queira ou não.

Quem viu a Falha domingo, viu a Mônica "que não tem nada a ver com Caetano" Veloso botar as asinhas de fora. Disfarçado em depoimento ao jornal, ela claramente se coloca na vitrine para que as revistas de peladonas façam suas ofertas. E na segunda ela foi na Hebe, com um vestidinho, para já valorizar os atributos. Até já comentei no blog da Alessandra, que levantou a questão falando da bandeirinha de futebol que vai sair na Playboy.




Lá eu digo que este é o verdadeiro relaxe e goze. Mulherada que aproveite e ganhe uma grana, o que não é fácil de fazer honestamente. Comento também que nós homens só temos a opção da G-Magazine, que por ser única, não paga lá muito, e ainda tem que sair com o moral elevado, se é que me entendem.

Aliás, poderia ser feita uma lei que obrigasse todo mundo envolvido em qualquer tipo de escândalo, que saísse pelado numa publicação de circulação nacional. Nada de CPI. Esta seria a principal punição. Cairia o eterno disfarce dos ternos, que existem só para dar elegância a quem geralmente não a tem. Já imaginaram o Congresso pelado?...affff....

Algo parecido com a mulherada faturando como pode, é a volta do Police, o dinossauro da vez. Tocando para estádios lotados e já retornando as velhas brigas de antanho.
Não tem jeito. A indústria do disco praticamente acabou, e artista tem que sobreviver fazendo shows. Assim sendo, não achem ruim com bandas que voltam para dar uma faturadinha, e fiquem tranqüilos que todo mundo tem que cair na estrada para ganhar algum, mais dia menos dia, mesmo que não o queiram. E os bons entendedores sabem do que falo.

E Lulu Santos lança mais um disco competente, que a crítica já teima em denegrir. O cara é chato, mas sempre soube a que altura do mais embaixo, é que fica o buraco.

Mas o pior é esta nova modalidade de bala perdida à distância. Um tiro é dado a quilômetros e encontra alguém de bobeira no outro lado da cidade. E é sempre um passinho a mais para apagar a alma.

7 comentários:

Alessandra Alves disse...

henrique de deus, socorro! só de imaginar o renan calheiros, o jefferson peres ou o joaquim roriz pelados me deu engulhos!

bravo pela lembrança da doméstica espancada. "pensamos que era uma prostituta...". ah, bom... se fosse prostituta, como é mesmo a história? joga pedra na geni, joga bosta na geni?

parece aquela história dos filhinhos-de-papai de brasília que botaram fogo no mendigo, pensando que fosse um índio.

agora, que apodreçam no xilindró. não vai acontecer, eu sei, são riquinhos. mas o delegado poderia mantê-los presos, alegando: pensei que eles eram pobres...

Anônimo disse...

Oi. Ale, em Brasília foi o contrário: mataram um índio pataxó pensando que fosse mendigo. E pouco depois, em Sampa, incendiaram um mendigo pq era mendigo. Com a banalização da violência, motivos pra espancar e matar não faltam. Bartsch, retomei a leitura de RLML, agora por eventos. Adoro aquela parte do bar nos arredores do teatro onde ocorria o Festival. Comprei o pocket da Re Bordosa e rolei de tanto rir. Recomendo! Bjs tricolores.

Dani Lee disse...

Esse mundo ta perdido mesmo !
Tdo é motivo de briga...até qdo o papa com cara de terrorista aparece tem uma zorra, aff....


Bjs

dani lee

Edna disse...

oi Bart,

o The Police é o melhor de tudo que vc postou, sendo uma volta pra faturar ou não é o de menos, se continuarem como antigamente, os fins justificam os meios.. curtia muitos esses caras..

se não me engano essa bandeirinha andou por estas bandas no último fim de semana, e usando um uniforme todo rosa que dava pra ver a marca da calcinha.. a moça é bonita viu.. se eu fosse ela.. hummm.. bem.. quando trabalhei na prefeitura em sampa, lá se vão décadas, tive um chefe que dizia que se tivesse nascido mulher tava rica, pq dava pra todo mundo.. ironia ou não, pouco tempo depois ele faleceu de aids..

c'est la vie!

.
.

belino disse...

fala bart.

sou do RJ e outro dia estava pela Barra e vi 4 rapazes em uma Pajero, sem mais nem menos, sairem da avenida e subir na calçada, para assustar o pessoal que esperava ônibus.

Imagina que sacanagem mais sem cabimento?? Não da para ter noção do que se passa na cabeça desse pessoal e que tipo de valores os acompanham. O cara num carrão, provavelmente sem nunca ter passado qualquer tipo de aperto, sem nunca ter precisado correr atrás de nada, com uma excelente estrutura pra se tornar uma pessoa de bem, assustando o cara que ralou um dia inteiro e espera um ônibus pra, depois de 1h, chegar em casa.

esse mundo está louco. cada vez mais.

agora, ver o congresso pelado: nem que me paguem!

grande abraço
(http://acoesevariacoes.blogspot.com)

Norma Leema disse...

Putz, � M�nica demais pra minha cabe�a... a do Renan Calheiros, a do Bill Clinton, a do Caetano... o que � que as M�nicas t�m, heim???

Neco Peer disse...

Sem comentários,

são empregadas domésticas, senhoras de idade,moços de bem, empresários e mais, todos são vítimas dos jovens assassinos acabando com o que restava da classe ''jovem'' que habita neste país,

e também que desculpe-me Bárbara, mas como diz Rita no ''Bossa in Roll, ao vivo''... [perto do fogo]...quem sabe os trombadinhas crescem e viram políticos não é?


é...


ai viram...


e saem na G-Magazine, com a moral e o moral em ascensão,

as que tentam um emprego digno,

são vaiadas e vítimas do preconceito machista que há sobre os homens[ou será que podemos classificá-los como homens? poderia ser classificados como bichos!].

O mundo ao invés de procurar o bem,

encontra o mal e com ele fica,

mas esquecem que na busca pelo bem sempre se encontra o mal, mas verdadeiro procurador é aquele que sabe peneirar tudo, e continuar procurando, para um dia sim, o bem encontrar,


Oremos, [se permite-me que eu use sua expressão]


Daniel Vieira