A conversa é mole, mas o papo é firme.

quinta-feira, outubro 19, 2006

Dados Alarmantes

Existem notícias que são mesmo alarmantes, mas no bom sentido.
Gilberto Dimestein escreveu um artigo domingo na Fôlha, que deveria virar cartilha.
Na Colômbia, nas cidades de Bogotá e de Medelin, a criminalidade baixou, prestem muita atenção, na primeira em torno de 80% e na segunda, de 90%. Uma queda dessas não é mesmo alarmante?

Vamos lembrar:
A Colombia tem dois grandes problemas, que são o tráfico de drogas e as FARC.
A organização Fuerzas Armadas Revolucionarias de Colombia, são a mais antiga e uma das mais capacitadas e melhor-equipadas forças insurgentes do continente sul-americano.
As FARC também recrutam freqüentemente crianças como soldados e informantes, geralmente à força. A Human Rights Watch estima que as FARC possuem a maior parte dos combatentes menores de idade na Colômbia. Estima-se que entre 20 e 30% dos combatentes da FARC têm menos de 18 anos, com muitos chegando a ter até 12 anos, contabilizando um total de aproximadamente 5000 crianças. Crianças que tentam escapar das fileiras da guerrilha são punidas com tortura e morte.
Olhem só este detalhe de crueldade: em 1990 em um jogo da copa do mundo a Colombia foi eliminada por causa de um gol contra de um jogador. Quando ele voltou para casa a FARC o matou com um tiro no peito.(dados tirados da wikipedia)

Quem não lembra do traficante Pablo Escobar e do Cartel de Medelin?
Todo mundo sabe que o tráfico recruta também entre os jovens. Imaginem um país totalmente sem perspectivas, e com oferta de dinheiro rápido e fácil. Quem aprende cêdo a ter uma arma na mão, a não ter valores éticos e morais só pode virar bandido.

Estes são apenas dois problemas colombianos, mas que acontecem em grande parte do continente sul-americano. Dimestein é um grande batalhador da premissa que temos que educar o jovem. O investimento é neste setor. PIB, reservas cambiais, importação, exportação, lógicamente tem sua importancia, mas investir na educação das camadas jovens é primordial.
Traficantes, assaltantes e bandidos em geral tem em média 20 anos. É nesta faixa da população que existem mais assassinatos violentos. Será que "Cidade de Deus" foi encarado apenas como um filme a se pegar na locadora?

Vamos concluir. A criminalidade nas cidades citadas no começo baixou a estes índices por duas razões: combate firme e forte de repressão à criminalidade, por parte da polícia e exército, e investimentos pesados na educação dos jovens, que instruidos, passaram a ter visão dos problemas do país e melhores perspectivas de emprêgo, assim ganhando dinheiro honesto. Acontece da noite para o dia? Claro que não. Como combater corrupção onde os salários de quem entra no mercado são totalmente aviltantes?

Então, meus caros políticos, representados por nossos queridos candidatos à presidência. Vamos gastar o tempo dos debates jogando lixo um no outro? Vamos nos alinhar com países que vivem de compra e venda de armamentos? Vamos fazer testes nucleares? Felizmente tv não transmite odores, senão nossas casas estariam nauseabundas.
Minha querida mídia, como seria bom se tivessemos artigos diários como o de Dimestein. No primeiro caderno, de preferência.

E mais uma do baú pessoal do Rubs, do seus tempos de baixinho. O tal encontro entre Rita e Xuxa. E fica totalmente provado que foi Rita quem deu a idéia pra loura arrumar um garanhão de aluguel, pela conversa. Vejam como ela usa a letra da música de La Rúbia para implorar um namorado.
Mas coloquei só para lembrar do elogio que fiz para a fundação da Xuxa, e que várias pessoas ficaram mais lembrando de uma desavença entre as duas do que a profissionalização de 2.000 crianças. Acho que a atitude de Xuxa ajuda muito para chegarmos em índices como os da Colômbia, por isso minha concordância, sem envolvimento de qualquer mérito artístico - ou não, como diria CV. Acho isto acima do que a opinião de qualquer revista de fofocas sôbre o desentendimento das duas.




Para terminar, vamos mostrar uma singela e significativa imagem. Estamos vendo que na política, como a bôca é boa, entra o marido, depois vem a mulher, os filhos, cunhado, nora, todo mundo se candidatando. Conseguimos uma foto do netinho de um político renomado, que atualmente já segue as falcatruas do vovô. É ele quando novinho, brincando com algumas sobras de campanha do nôno. Não é bonitinho?
Por falar em campanha, ele não usou esta foto no horário político, quando se candidatou.

3 comentários:

Fábio Vizzoni disse...

Sábado eu assisti aquele especial de Xuxa (20 anos), onde foram mostradas várias cenas da fundação ao longo das duas últimas décadas.
Em meio a muita bobagem exibida, achei interessante a declaração que Xuxa, que dizia ter sempre a preocupação de ter trabalho/dinheiro para cuidar da filha, e manter a fundação funcionando.
Em meio a tantas cenas forçadas, foi um raro momento em que a sinceridade pareceu ter prevalecido.
E eu lembro bem desse dia aí, de Ritz cantando no Teatro Fênix, em 87.
Abraço!

Verônica disse...

Qd o povo tiver melhor educacao vai saber votar...entaum pensam os politicos.."Pra q investir em educacao?...deixa q eles continuem votando nos msm merdas de sempre"...aiaiai
O poder ta na mao das Ongs, das pessoas de boa vontade q ainda guardam o sentimento jovial "Eu posso mudar o mundo"...

norma leema disse...

Bartô,

Meus cumprimentos!
Muito bom ter citado o Dimenstein, taí um cara preocupado com a Educação.
O maior problema dos debates políticos é que um candidato nos convence a não votar no outro... já tô de saquinho cheio da animália política, lulas, ratos, os alckimistas não estão chegando...
Cara, tu bota a fotinha do rato e diz que é a do sobrinho de um famoso político. Tem tantos ratos sobrinhos de ratazanas nesse país que é difícil matar esse Quiz.
Prefiro acertar onde a Rita estava em 75 do que acertar quem é o rato da foto. Até porque não devo acertar, pois é rato demais pro meu sofisticado gosto.
Quiz difícil esse, Bartinho...
Um beijo!