A conversa é mole, mas o papo é firme.

sexta-feira, outubro 13, 2006

E tome Zeleeg

Quem enviou os Zeleegs seguintes, foi o Leandro Vallim. Vamos aos comentários



No show Ye Ye Ye de Bamba, Rita encarnava uma Gal Costa. Então vamos falar de Maria da Graça.
Gal canta em uma de suas canções :"Você me dá sorte na vida". Mesmo sendo uma grande intérprete, Gal teve mesmo muita sorte. Foi apadrinhada, desde antes da carreira deslanchar, por Caetano e Gil. O primeiro disco dela é meio a meio com o Caetano, o primeiro dele também. Se chama "Domingo", e foi lançado em 1967, mesmo ano em que Rita considera sua estréia como profissional da música.
Penso o que seria de Gal sem estes padrinhos. Ela ganhou lugar na Tropicália, e se vestia de hippie. Mas acho que não era da doutrina. Quando seus padrinhos estavam praticamente fora da Record, para fazer o programa Divino Maravilhoso, que acabou indo para a TV TUPI, Gal defendeu uma canção de Gil e Caetano que tinha este mesmo nome, DM. E aí botou sua cara. Firmou o visual hippongo, berrou e gritou, desceu do banquinho, largando o violão. Pouquíssimo tempo depois seus padrinhos já estavam exilados em Londres, e como aconteceu com os Mutantes, ela ficou tentando reverter a orfandade.
Teve melhor sorte, quando emplacou um show chamado Gal a Todo Vapor, que virou um vinil duplo, revelou o guitarrista Lanny Gordin, e definitivamente Gal também estava dando uns tapas na pantera. Direção de Wally Salomão, que ajudava Gil no Ministério da Cultura, mas partiu para a outra. E ganhou música em homenagem no novo disco de CV.
Depois Gal lançou um disco em que na capa se vestia de índia, e acho que pela primeira vez em terras tupiniquins, uma capa exibia uma mulher com uma minúscula tanga e os seios ao léu.





Logo mais se vestiu de Billy Hollyday, com um vestido vermelho e uma rosa também vermelha no cabelo longo. Nesta fase, adorava mostrar as pernas bem torneadas. Ví este show, e o ponto alto é quanto ela sentava com este vestido num banco alto, cruzava as pernas e tocava ao violão Sua Estupidez, de Roberto Carlos. Todo mundo ficava louco, pois corria o boato que ela não estava usando nada para cobrir o mata-Gal. Caramba, eu tinha uns vinte anos, numa época de total repressão política, censura aos costumes, toda nudez sendo castigada. Vocês do porno tube não imaginam o que é isso.



Mas para o assunto Gal, já está de bom tamanho. Rita está zeleegando Gal hipponga, cantando Baby, que os Mutantes também gravaram.



Aquí a zeleega da vez é Xuxa. A prióri, há controvérsias, pois já surge a síndrome Sandy/Júnior. Na verdade muita gente foi baixinha/baixinho, cantou Ilariê, Vamos brincar de índio, e hoje torce o nariz. Muito embora ainda tenham os discos guardados junto com Vamos Pular, e perde a compostura quando tudo isso toca em festa trash. E tem gente que fica se esgoelando gritando "Rita,Rita", mas que um dia sonhou ser paquita. Ou paquito, sejamos justos. Mas que mal há? Assumir isso tambem é sair do armário cheio de posteres do Menudo.
Xuxa fez muito sucesso na América Latina, principalmente na Argentina. Quando Rita esteve por lá, fez esta zeleegada pra encher o saco dos portenhos.
Segundo Vallim conta, ela entrou assim e perguntou: "Non me confundiran con Xuxa?"
Xuxa também têve um com padrinho no começo, que se chama Edson Arantes do Nascimento, um tal Pelé. A rainha dos baixinhos vinha fazendo carreira como modelo/manequim, ficava pelada na revista Status, fêz um filme com Walter Hugo Khoury, chamado "Amor estranho amor" (o Rafa e o Pedro tem uma cópia), onde ela ficava pelada andando pra lá e pra cá, além de seduzir um garôto que não era bom-bom.
O padrinho cheio da grana saiu recolhendo as revistas e depois ela proibiu que o filme saísse em VHS ou qualquer outra mídia, para não prejudicar a posterior carreira. Por esta época já beliscava crianças na TV Manchete.
Brincadeira com uma época. Xuxa passou por poucas e boas, e vamos fazer justiça neste exato dia de Nossa Senhora Aparecida e das Crianças.
Há 17 anos, neste mesmo dia, Xuxa inaugurou uma Fundação com seu nome em Pedra de Guaratiba, um bairro pobre da região oeste do Rio de Janeiro. Resumindo esta ópera, a Fundação Xuxa Meneguel cuida de 2000 crianças, com salas de aula, biblioteca, alimentação, consultório dentário, quadras de esporte, piscina, jardins, contato com informática e muito mais. Forma profissioniais em várias áreas. Funciona em período integral das 8:00 às 17:00. Com tanto tempo de Fundação, várias crianças que tiveram formação por lá, hoje ajudam no projeto com os menores. Quando Xuxa vai até lá, não é recebeida com euforia, porque não sai de lá, e assim sendo todos são acostumados com ela. E ela não alardeia nada disso com ninguém. É lógico que todo mundo, como eu, adoraria fazer um trabalho dêsses, mas não tenho condições. Mas tenho plenas condições de admirar e muito quem faz isso. Estas são as voltas do mundo.

Fernandinha me pediu uma foto da Rita vestida com a roupa de Nossa Senhora, para comemorar o dia da padroeira, mas eu não tenho. Se alguém mandar eu coloco, claro. Gerou controvérsias, quando ela usou a roupa em um show.
Estive com minha banda, o NÓS, tocando uma vêz em Aparecida do Norte, levados na campanha do famigerado prefeito Zé Louquinho, que proibiu mini-saia na cidade, dentre outras coisas. Pois bem. Meu sincretismo religioso é um tanto difícil de explicar, mas fomos, eu e o pessoal da banda, fazer a visita obrigatória na basílica. Não importa a crença de cada um, mas o lugar é mágico. A energia é uma coisa que só indo lá para sentir. Aquilo fica lotado de ônibus e pessoas aos milhares. Só fico imaginando o que tem de forças não explicáveis armazenadas por alí. Vale a pena fazer essa viagem quando puderem. Nem só de Compostelas vive a fé.




Para terminar, mais uma da Fernandinha, direto de Pouso Alegre.
O duro de tocar com filho, é ficar ouvindo ele gritar no seu ouvido: Ah!!!Você errou, Você errou.

9 comentários:

fernanda lee disse...

Que leenda as fotos de la Rubia!!!
Thanks Leeandro ...

E a Gal hein!!! De hiponga hoje virou uma senhora chiquerrima !!! eheheh

O Lanny Gordin toca com uns caras que moram no meu predio, acredita??? O cara deve ter ouvido as músicas do meu apê e ai me contou que o Lanny tocava com eles .... foda não ...

Então ... eu confesso .. uff .. eu queria ir na nave da Xuxa .. ai meu Deus ..isso foi dificil !! ahahahahahhahahahahahhahahhaha

Beto gritanto ... ai ai ai .. só vc Bartzzzzzzz .....
Oh !!e no site da Ruiva tem a Santa com o manto emprestado de Nossa Senhora !!!

Bjs estrelados
fernanda lee

rubinhow disse...

Hey Bart... falando em histórias...

Rita e Xuxa já tiveram suas tretas sem tetas... lembro de uma história de que na época que a loira abriu um instituto pró meio ambiente, Ritz tentou conversar com ela para expôr alguns projetos... As más línguas dizem que a Rainha dos Baixitos não quis nem receber a ruiva... oh! que falta de compostura...

...fora na turnê 3001 qdo a Marlene Mattos era citada como "o pai da Sasha" no show... A mídia aproveitou para beliscar todo mundo e botar a tia na parede, como sempre... lembro de uma frase de Xuxa sobre a Rita "gosto das músicas dela, só que quando ela fala..."!!!

abs
rubs

ritz disse...

rubinhow, my dear...o motivo do desentendimento com dona xuxa foi que ela andou destribuindo filhotes de coelhos como brinde, não bastando isso, organizou uma gincana onde crianças cavalgavam emas, bichos que positivamente não são de montaria, dá para entender o porque de não querer nunca mais me receber, que peninha...mille baci per te.

fernandinha, sweet...era na igreja de sto. inácio que eu desfilava de anjinho nas procissões da semana santa e foi também onde fiz minha primeira comunhão, o jovem padre do meu tempo virou vigário, será que foi ele quem benzeu o terço?...super bitz

Fábio Vizzoni disse...

Vale lembrar o encontro de Rita e Gal que tá lá na versão CD de "Bossa 'n' Roll". É demais de bom!
Quanto à Dona Maria da Graça, bem... eu lembro da Rita cantando "Xuxuzinho" no Xou da Xuxa, em 87.
Como eu era criança naquele tempo (faz tempo!) eu também gostava da Xuxa (ouviu, Fernandinha?), mas a "minha Xuxa" sempre foi a Rita! uhuuu!!!
Beijos e abraços! :-)

Norma Leema disse...

A melhor: a mãe do Pedro Colombo o desviou de gostar da Xuxa para gostar da Rita. Isso é que é mãe.
Beijos.

fernandinha lee disse...

Ritz minha doce ruiva ... la dolce vita !!

O Padre Zé já está bem senhorzinho e não faz missas com tanta frequência .. infelizmente não foi ele que benzeu mas pode ter a absoluta certeza que todas as benção da igreja de Santo Inácio foram absorvidas por aquele terço ... Espero de coração que esteja em sintonia com Você ...

Ontem na missa , lá mesmo, em homenagem a Nossa Senhora ... na minha frente sentou-se uma senhorinha que ... meu Deus .. pra mim era Você ali com uns 80 anos ... alta , magra, os olhos da cor do céu (azuizinhos ...), os cabelos eram grisalhos mas dava pra ver que antes eram loiros .. as mãos .. só faltava a estrela ...

Chegou até passar pela minha cabeça que o senhor sol havia me mandado Virginia ... mas ela era muito já de idade ...

não aguentei .. delicadamente perguntei no final o nome , ela toda carinhosa me disse : Irani e essa é Maria (outra senhora que estava com ela), eu disse: - ah , obrigada .. ela então pegou no eu braço e perguntou com um sotaque de gringa .. - como chama quem vc procura? .... eu nervosa desparei meio sem pensar ... : -Virginia ... E ela - não , não .. saindo toda sorridente ...

Rezei muito por ti ..

Você é meu "xuxuzinho" minha Ruiva ... Fique com Deus .. sempre ... Obrigada, obrigada por existir , pelo soriso ... pela generosidade ... pela vida ...

Cuide-se bem , fique numa zen .. pra sempre ... pela eternidade ..

Amém ....

"Fernanda Lee Inácio" ....

Betha Medeiros disse...

Viva Rita!!!
Xai, Xuxa!!!

Nas Escolinhas as 'tias' entopem as crianças com os CDs e DVDs da Xuxa. Minha filha fica cantando e dançando as tais músicas na escolinha. Um saco! Aqui em casa esta pessoa não entra! Coloco Rita Lee, Fernanda Abreu e Marina Lima, A Palavra Cantada pra minha filha ver e ouvir! E ela bem gosta. Já dançou até ao som de 'Sabor de Veneno' do Arrigo Barnabé! Tem que dar uma compensada! hehehe

Norma Leema disse...

É isso aí, Betha!
Voto em você.
Ainda bem que sou do tempo da "Vila Sésamo"...
E mais uma coisa: eu não gosto nem da música e nem do que a Xuxa diz.

Leandro Vallim disse...

AquelaLá que é Santa, a Dona Ritinha, encorporou Gal legal, com uns bérrinhos e tudo. E durante o "baby", descia do palco prá falar com a platéia.
Sentava no colo do Ney, do Milton,...Uma vez ela disse pruma menininha "Você gosta da Xuxa?" "Você usa aquelas sandálinhas de plástico?"
ehehehehehehehehe
Pena não ter saído este belo show em DVD.
Viva a Santidade!