A conversa é mole, mas o papo é firme.

segunda-feira, dezembro 18, 2006

Uma árvore chamada Carvalho

Todo mundo se diverte com as baixarias dos gringos, mas seria legal se aparecessem algumas tupinicus, não acham? Tem um comentário no post anterior que ameaça dizer que tem coisas por ai, na net, mas é difícil achar assim. Podem me mandar que eu encaro, na boa. A campanha é a seguinte: baixaria é divulgar coisas que foram obtidas por pura espionagem paparázzica, mas coisa posada, venhamos e convenhamos. E também quem ganhou sua vida se expondo publicamente, e recebendo os dízimos dos fãs que sempre apoiaram e acreditaram, não pode regular um centavo de exposição que seja, ouviu sr. RC?

E vou deixar bem claro os riscos de quem comenta corre: não precisa me pedir para comunicar nada a ELA, porque ELA bizzua sempre por aqui. Entendido, ou precisam de mais meias nas palavras? Mas fica avisado que para ficar mandando recadinho só para ELA, sem comentar o post, tem uma taxa adicional.

Mas o bloggete está quase entrando de férias. Então vamos aproveitar e falar um pouco daquelas coisas da vida.

Um belo dia Ritz resolveu mudar de casa, de vida mas não de comportamento, e agregou Roberto de Carvalho, Mr. Oak, em sua vida. A história todo mundo sabe, e ja resultou até em neta pra contar.
O grande crime de Mr. Oak, foi ter cerrado fileiras com uma pessoa já famosa. E não interessa o que, sempre levava a culpa de nem sabe o que. É culpa de ter acabado com o Tutti Frutti, de ter feito Ritz sair do roquenrou, de inventar melodias dei sim dei, e desvirtuar a mulher de sua antiga senda rebelde.





Sempre acho muito difícil criticar uma história de sucesso, e mesmo que se discorde de alguns sucessos. Vencedores são vencedores, e quem fica com nhem nhem nhem, é quem não conseguiu nada na vida.
Mr. Oak é o parceiro de Ritz em sua fase mais produtiva e de maior sucesso, e não adianta contestar. Assim como também não adianta querer dizer que ELA foi obrigada a isso. No mundo do sucesso medíocre, gravadoras, produtores, empresários, adoram que seus artistas repitam seus sucesso. Mas repitam só mudando um pouco a letra, um pouco a melodia. Muitas vêzes ouvimos grandes nomes refazendo a mesma música.
Se para Ritz falta de assunto nunca foi problema, para Mr. Oak harmonias sofisticadas, melodias sinuosas e bom gôsto, também não.
Então porque tentar se fingir de morto para a importância da outra cara metade?





Bem, isso que estamos falando, é na parte artística, mas embora eu não seja muito enfronhado no assunto, acho que Mr. Oak é o cérebro nas negociações, pois só tem lobo mau nas florestas do show business. Ritz por várias vêzes tentou trazer o marido para a capa do disco, mas acho que ele nunca precisou disso, e está muito certo, pois assim não precisa ficar dando entrevista, e a encheção de saco é bem menor, e ele vai levando a vida bem mais na maciota, usando sua malandragem carioca refinada, é claro. E por isso, tem a isenção necessária para saber manter as rédeas. Portanto, se você é Robertófobo, pare um pouco pra pensar, esqueça o xiitismo, e reconheça o trabalho do Carvalhão.





Acho que ele não le aqui, mas a MULHER dele lê, e pode dedar, mas vamos lá: Oak é um excelente tecladista, tem um bom balanço e harmonisa muito bem. Dêem uma olha num post you tube(em branco e preto) em que eles vão na Hebe e só fica ele de piano, ao vivo. Alí dá pra ver.
Como guitarrista, ao solar era muito Keith Richards nos antigamente(putz, eu sei que ELA vai dedar), mas hoje em dia está muito mais refinado, embora a harmonia gilbertiana sempre estivesse presente. Sinal de que malhou muito. E também já tocou com muita fera. Aparenta ser muito exigente. Aliás, tem GENTE que me contou que ele tem uma olhada desaprovativa no palco que desarma qualquer um. Inclusive ELA.





Para finalizar, uma histórinha. Conhecí mr. Oak muito antes do que Ritz. Estávamos eu e meu Grupo NÓS fazendo um programa do Raul Gil, em 1991(ah, meus novinhos). Quando entramos no camarim, lá estava Roberto de Carvalho, com sua guitarra Peavey Van Halen, que ele usa até hoje, novinha em fôlha. Era um objeto de desejo de qualquer guitarrista. Como sempre, ele muito educado, conversou com todo mundo, deixou pegar a guitarra, e logo depois foi chamado para cantar uma música de seu único disco solo, que estava sendo lançado. E quem pode falar muito mais de Robbie, é Rubs, que acho que até montou um site, ou algo assim para o rapaz.




Mas justiça seja feita, e o cara tem méritos para jamais precisar ouvir os latidos ao passar da caravana rólidei.

Esta é clássica do mais lambido. E sempre lembrando que "controlar" esta MUIÉZINHA não é fácil não. É isso aí, seu Zezé.




Muitíssimo obrigado a todos que contribuíram com as fotos.

10 comentários:

dino disse...

um santo homem! mestre, maestro & mastro d'Aqélalá (que nunca foi santa)
acho q ele funciona como aquelas fitas vermelhas q as pessoas amarram nas plantas, prá evitar ôlho gordo...a inveja é um karma do caráio q ele tira de letra,c/ música...
abrax

leandro vallim disse...

Roberto & Rita é igual àquela música que a Calcanhotto gravou...
"Avião sem asa, fogueira sem brasa
Sou eu assim sem você
Futebol sem bola, Piu-Piu sem Frajola
Sou eu assim sem você"
"E todo mundo diz que ele completa ela e vice-versa, que nem feijão com arroz", como na música do Legião Urbana.
Bárbara Farniente que não me veja, colocando letras de música aqui.
Mas Roberto merece todo respeito e toda admiração, por ser o que é, tanto no profissional como no pessoal - parafraseando o Faustão.
E hoje tô cheio de comparações....
Farniente, não leve a mal, eu só quero que você me queira.
Viva Robertz & Ritz!
Abraço, Bart

Carolina Landi disse...

Bart,

Eu tenho as fotos que citei aqui, as "pousadas", como vc falou. Estarei enviando (eita telemarketing!) ainda hoje, com os devidos créditos e tudo. E aquela de mandar recado foi brincadeira, sei que ELA aparece sempre por aqui - ou está pensando que eu não acompanho o seu blog? =P

Ótima idéia de fazer um post sobre o Robertão (o Carvalho, não o Carlos). Ele é um Artista. Assim, com "A" maiúsculo. Permita-me citar Sr. Leandro *Vallium*: é como a música que a Calcanhotto gravou mesmo.

beijos!!

Deborah Lee disse...

eu AMOO o Robertão
adoro suas melodias fantasticas... uma musica que eu adoro e que sempre q escuto fico viajando é "Meio fio" e é uma parceria dele com o Antunes

beijos

Denise disse...

Belo texto!!! Parabéns! Roberto merece!!!
Confesso que a minha paixão pela Ritz mutântica e tutti-frúttica e pelo rock n'geral dos anos 60 e 70 é quase xiita. QUASE. Por isso, sempre demoro um pouco pra encarar as coisas dos anos 80 pra cá (ser novinha é phoda! Chega tudo de uma vez pra mim...). Com o trabalho de Ritz não foi diferente... Estou conhecendo mais a fundo agora as paradas musicais que ELA fez com o Roberto de Carvalho. Eu acho maravilhoso, apesar de gostar mais das antigas... Meu, os discos de 79, 80 e 82 são perfeitos!!!! Os outros são quase perfeitos... Estou falando assim, mas, é papo sério e não papo de fã (termo medíocre), entende? "Nada mais furado do que papo de tieteeeeeeee!!!". Acho que Roberto de Carvalho merece reconhecimento sim e, principalmente, respeito como músico tupinicu, saca? Sinto falta disso... muitas pessoas insistem em não reconhecê-lo ainda. Uma pena!!!
Viva essa família linda! Salve Ritz e Robertz!!! Que eles continuem fazendo a nossa alegria por pelo menos zil anos!!!

Beijo! Saudades daqui...

fernanda lee disse...

Ritz and Robertz ..

eu tenho preguiça de quem disse que disse que ele isso ou aquilo ... eles são musica e letra .. inteligência e melodia ... alma e corpo ... instrumentos em movimento ..

um casamento musical perfeito ... um casamento perfeito ...

Mago Robertz e a gentileza em pessoa ... ele merece todo o respeito dos seguidores da Ruiva ... ele e o avo de Ziza .. o pai dos meninos .. o par que Rita Lee encontrou passeando ...

uma sofisticação musical ... um jeito pra coisa que ninguém tem ... nos shows ele arrasa e desbanca qualquer um no solo em Ando meio desligado ...

( ... duas das fotinhas sao minhas .. eheheheheheheeh)

salve grande Mago Robertz ... Zenobio Afonso de Carvalho ...

RITAAAAAAAAAA .. ahahahahahahahahah

bjs
fefetz

rubinhow disse...

viva sir Robertz!!!

O site saiu do ar por falta de espaço, mas sir Vizzoni irá reativá-lo...

;)

abs

Verônica disse...

Parece discurso de fim de ano mas eu so tenhu a deseja tudo de bom pro Roberto...
Adoro qd ele é entrevistado e fala com akela voz calma e pausada...um charme...

Normitz Leema disse...

Barts,

Na década de 80, lembro que os fãs da Rita reclamavam do Rob. Eu sempre gostei dele e penso que a tua biografia ilustra bem a importância do Zezé na vida e na carreira de Rita.
Conosco, os fãs, ele é um doce de pessoa. Mas creio que ele é assim no geral. Aliás, a família toda é muito educada e amável.
Beijos ao Roberto!!!

Jorge disse...

Eu gosto muito do Roberto e acho ele muito talentoso, mas acho que a Rita Lee deveria alternar trabalhos com o Roberto e outros musicos também, como no album de 93 que eu adoro.