A conversa é mole, mas o papo é firme.

sexta-feira, dezembro 08, 2006

Mr. Winston, Mr. Vincent e Ms. Barbie

Dezembro é um mês feladaputa, como diz CV. Não gosto dêle. As pessoas ficam malucas, gastam o que não tem, a gente acaba entrando na roda por inércia ou coação. Muita gente quer ajudar quem não pode, muito embora seja só por um dia, e deixa estar os outros 364. Vender presentes no nascimento do Cristo, é transportar os vendilhões do templo para perto da manjedoura de Belém. Mas não é proselitismo. É pessoal mesmo.
Por baixo da euforia, fica aquêle gostinho de que não conseguimos fazer o que queríamos, o que poderíamos, parece que todo mundo fêz mais. Mas volto a dizer, é pessoal. Muita gente deve adorar esta época.

Além da falta dos entes queridos que não vão poder estar ao nosso lado nunca mais, em qualquer dos festejos, tem a lembrança da partida de pessoas que iluminaram nossa existência. Como continua no clima pessoal, todo dia 4, relembro a partida de Mr. Vincent. Mr. Frank Vincent Zappa. No final do século, no país mais desenvolvido do planeta, cercado pelas grandes descobertas da medicina, ele sucumbiu a um câncer de próstata. Aos 54 anos, mais novo que eu. Meus quarentinhos amigos, é ruim, mas tem que fazer o exame. E o do seio também, garotas, sempre. Quando Zappa descobriu, tinha a doença há 8 anos e poderia tê-la tratado. Estaria cá entre nós. Ficou sabendo da doença quando ia lançar sua anti-candidatura a presidente dos USA. Faria aniversário no dia 21/12. Todo ano, tem um show em Sampa, geralmente no Café Piu-Piu com a banda Central Scrutinizer, que é muito competente, visto que a música zappeana é muito complicada.

No dia 8 de dezembro, perdíamos mr. Winston. John Winston Lennon, em homenagem ao charuteiro Winston Churchill. Em comum além do nome, os dois eram Sir, por serem cavaleiros do Império Britânico.
Os bítous para mim sempre foram 4. Quando foi cada um para seu lado, ninguém repetiu o brilho dos quatro pontos cardeais que nos nortearam. Isso serve também para Mutantes, só para cutucar mais o cachorro morto.
Lennon me assombrou com I'm a Loser, uma de suas primeiras canções confessionais. Com todo o sucesso, declarava-se um perdedor. Depois o grito calado de Help. Também com mais sucesso ainda, pedia ajuda a quem quer que fôsse. É como ir a um programa de larga audiência e confessar que se esteve num "hospício", para largar dos hábitous.
Num momento de candura, In My Life refletia todo seu amor pelos lugares e pessoas que tinha conhecido até então. ALGUÉM também fez uma belíssima re-interpretação
de In My Life.
Depois as incertezas de Tomorrow Never Knows. Quem sabe do amanhã?
Depois de tudo isso esperar o que? Oras, muito mais. Mina infindável de diamantes no céu, com ou sem Lucy. Strawberry Fields Forever, na minha modestíssima opinião, é a maior música beatle. E não vou gastar o tempo de vocês explicando, claro. É só ouvir e entender por que. Cada vêz que eu ouço, ela é diferente.
E veio a irmãzinha dela, I Am de Walrus. Coo coo coo joo. Lisergia pura.
A Day In The Life é até mais simples que as outras, mas vai fundo, fundo, fundo.
Dizer o que? Muitíssimo obrigado, mr. Vincent e mr. Winston.

Mas não é só tristeza, não. Anos depois, neste fatídico 8/12, tive a graça de receber para meu convívio, minha filhota Bárbara, hoje fazendo oito anos. Longa vida, minha querida, e também muitíssimo obrigado em tê-la tão próxima.
Neste mês, também nasceu Cássia Eller, e também se foi Cássia Eller. Mas este é um assunto que merece outro bloco.

E para diminuir mais ainda a tristeza, aos 48 minutos do segundo tempo de dezembro, nasciam Bárbara Farniente e a sina de sua vida, que vocês sabem muito bem quem é. Mas isto também é assunto de lá pra frente.

Pra ficar bem farofa mesmo, foto de familia querendo aparecer ao lado DELA. Barbie dando uma canja, e de quebra Glaucão, velho amigo, cartunista da Folha, pai do Geraldão, dentre outros, e irmão do Maga.



e a última farofada, com a Bá pedindo dinheiro pra quem tem, que é o que sempre ensino a ela, fundamentalmente. Olha a catação de moedas.



E eu comentei sôbre o livro do Zeca Camargo no post 39. Será que não estão lendo o blog, e só vendo figuras?

8 comentários:

Verônica disse...

Vendo figuras...eu vejo uma caixa dos Rebeldes...hehe...
Ak na minha cidade tinha um muro pixado "Lucy in the sky with diamonts, meu amor" eu achava akilo lindo...pixar muros é feio...pixar muro com letras de Beatles é lindo...Até q veio um deputado mané e fez propaganda politica por cima...Agora, a nova ak é pixar muro falando mal da rede Globo e do Roberto Marinho...cidade estranha....
Dezembro é mes de presentes...é mes de presente de natal em Araras...

fernanda lee disse...

"Lucy in the sky with diamonts”
Tã rannnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn

"O papai-noel é um velinho pedófilo ... que fica colocando criançinhas no colo" .. "êpa" ... foi Ela que disse isso ... hihihihhihi

E hoje é niver de Bárbara .!!!!. Bárbara .. Bárbara ...
mande beijinhos a ela ... a menininha que carregava os "rebeldes" fazendo com que Gungun se manifesta-se
...e ela tá ficando mocinha hein ... heheheheeh

Receita :
pegue os beatles, misture com zappa , bote mais uma pitada de cássia e ouça no natal ...

“e a dona da festa do dia 31 ouça o ano inteiro ..”

.... amanhã ... amanhã ... amanha ....
eheheheh .. adoro essa brincadeira ...

beijos e periquitos .
fefetz

PS : Eu lembro do coment sobre o livro do zeca .... lembro do zequinha ...

leandro vallim disse...

Vida loga à Bárbara, sua filhota, e à Barbara, a Farniente.
E AquelaLá também.
Dezembro é mês de 13º, é mês Dela - prá fechar o ano com chave de ouro, logo no dia 31 do último mês.
E se anime prá dezembro, Bart. Bote pisca-pisca na janela, compre nozes,...
Saúde e paz e a bênção do menino Jesus.
abç

Lucindo disse...

Bart:

26 anos sem o Lennon!!! K7... Também concordo com você que Strawberry Fields Forever é a melhor canção dos Fab - living is easy with eyes closed. E um beijo à Bárbara - nunca é tarde, nunca é demais.

Normitz Leema disse...

Barteiro,

Como é que você descobriu que só vejo as figuras do teu blog?!...

E obrigada por me revelar porque a Rita estava mexendo na bolsinha naquela foto. Esta sua filha, heim??? Aprendeu com o papi???...

Merry Christmas!

fefetzzzzz .. disse...

Meu amor .. vem me buscar ...


só pra lembrar que hj tb é dia de nossa senhora da conceição ..

bençãos ..

rubinhow disse...

Bartz,

e a dezembrada tá assombrando os meios universitários... estou parecendo sem terra, acampando na universidade pra destituir o reitor... deseje sorte!!!

Edna disse...

Dezembro é o mês da hipocrisia. Reproduzo aqui um momento de inspiração que coloquei no flog junto com a foto da árvore natalina do ribeirãoshopping:

"dingonbel, dingonbel!!
chegou dezembro, mês do natal e das pessoas felizes!
todo mundo contente, casas, ruas e lojas enfeitadas..
época de paz no mundo e aos homens de boa vontade, festas, confraternizações, comelanças, bebedeiras homéricas..
crianças sorriem, ganham balas e tiram fotos com um homem vestido de coca-cola, pessoas gastam o 13º salário, mas como é pouco, fazem prestações quilométricas que terminam no natal do ano que vem..
o mais interessante é que as comemorações são em cima de símbolos e valores importados!
estamos num país tropical, em pleno verão, então de onde vem a neve? onde estão os pinheiros? rena, que bicho é esse? chaminé pra que? só se for em Campos do Jordão... nozes, castanhas e amêndoas em troca da manga, abacaxi ou melancia..
depois em janeiro tudo acaba, retiram-se os enfeites, todo mundo volta pro trabalho de cara feia, as crianças pobres continuam pobres, as crianças ricas continuam ricas, quem deu presentes percebe que gastou mais do que deveria e que vai começar o ano "novo" com dívidas e dívidas...
a cada ano o ciclo se repete e ninguém aprende nada.. "

Enfim...

Vi o Zeca falando sobre o livro pra uma maluca ontem no videoshow, Sara, eu acho. Ele disse que uma das entrevistas que ele mais gostou de fazer foi DELA e mostrou alguns flashes rapidinhos desse mesmo filme do fantástico postado por V.Sa.

Uns vão, outros vêm. É a vida seguindo seu curso. Não gosto de pensar nisso. A Sabrina faz um ano no dia 23. Pelo menos nisso eu e ELA temos algo em comum.

Meus pais fazem 50 anos de casados hoje, dia 8. Impressionante, né? Não pensei que chegassem a tanto. Ganharam da mana o fim de semana em terras cariocas.

A parte boa: passagem comprada pra Araras amanhã. Estudei lá quando estava com 18 anos. Cidade linda.

Um beijo na pequena.