A conversa é mole, mas o papo é firme.

terça-feira, setembro 19, 2006

Cê viu?

Dias atrás comentamos sobre CV lançando seu disco . Grande espectativa, ao menos eu tinha. E agora já ouví, ouví e reouví.
E estou surprêso. Nunca tinha ouvido um disco temático de Caetano. Ele sempre primou por fazer canções bem diferentes umas das outras, com letras bem cuidadas, mas nunca usou um tema recorrente para quase todo um disco, que eu me lembre.
Vou citar algumas frases, música por música, e as que forem fora do "tema", terão comentário entre parenteses:

1- Outro: Você não vai me reconhecer
Quando eu passar por você
Eu já chorei muito por você
Tambem já fiz você chorar
Agora olhe pra lá porque
Eu fui me embora

2- Minhas lágrimas : Nada serve de chão
Onde caiam minhas lágrimas

3- Rocks: Você foi mor rata comigo
mas foi mesmo rata demais

4- deusa urbana - Com você eu tenho mesmo de me conformar
Sexo heterodoxo, lapsos de desejo
Seu beijo, seu texto, seu cheiro, seu pêlo, toda

5 - Waly Salomão - (esta é homenagem ao amigo. Como bem lembrou o Johnny, Waly dizia que Deus não dava asa a cobras. A única que ganhou o artefato foi o Caetano)

6- Não me arrependo; Eu não me arrependo de você
não me devia maldizer assim
Ví você crescer
Fiz você crescer
Vi me fazer crescer tambem
Pra além de mim

7- Musa híbrida: Tu onça tu
Eu jacaré eu

8- Odeio: Odeio você, odeio você, odeio você

9- Homem - (Esta é a tal que se diz inspirada em Rita Lee, onde fala de homem como Rita fala de mulher)

10 - Porque? ( esta é erótico-enigmática)

11 - Um sonho (erótica)

12 - O herói: Eu sou herói
Só Deus e eu sabemos como dói

Apesar da formação rocker da banda, com guitarra, baixo e bateria, o clima não é rock'n'roll. Às vêzes até lembra umas viagens não virtuosas do King Crimson. Caetano não é do rock. Nem mesmo quando inspirado em Rita Lee.
Na verdade, embora o marketing seja de inovação, é um "disco de Caetano", o que não é uma crítica. Na verdade está muito melhor, porque desistiu dos batuques dos últimos trabalhos. O som está mais limpo, as letras mais inteligíveis. E Caetano canta como Caetano, tem letras de Caetano.
A decepção vai ser para quem espera um Sózinho ou Você não me ensinou a te esquecer. É Caetano experimental, com melodias sinuosas.
Mas volto a dizer. Nunca tinha visto Caetano mono-temático. Ele está triste, lambendo as feridas, e quem o magoou está na linha de fogo. O nome do disco faz uma brincadeira com a primeira letra do nome de Caetano, mas o verdadeiro significado de , que grifei nas letras, é a abreviação de Você. E Você deve saber muito bem quem é.
Um disco que cresce a cada audição. Caetano em seu melhor, o leão rugindo, porque separação não é fácil de digerir.

6 comentários:

Fábio Vizzoni disse...

A sonoridade do disco me pareceu bem próxima a de "Velô", de 84, mas sem a mesma alegria.
Como você mesmo disse, Caetano parece triste, e está mandando muitos recados pelas letras.
O bom é que, depois de muito tempo (leia-se violoncelos e batuques), Caetano voltou a ser ele mesmo, como nos velhos tempos.
Abraço!

Norma Lima disse...

Caro Bartsch,
Depois de ler tanta pornopolítica (peguei emprestado do Jabor) no jornal, o seu blog realmente é um oásis para as minhas fatigadas retinas.
Lá só dá sanguessuga, dossiê que Freud Godoy não explica e outras baixarias.
Melhor do que seu texto ler,
é em Poços de Caldas Rita Lee ver.

Um beijo e continue nos alegrando.
Normix.

rubinhow disse...

Acho Noites do Norte temático também. Todas as músicas falam sobre o drama dos negros, escravidão, etc...

Agora, essa porção de "vocês" me lembra um pouco Felipe Dylon... e as onças e "jacaré eu", me lembra "É o Tchan"...

Eu e minhas referências, ou não!

cleido disse...

gostei muito do cd, achei que nao iria gostar porque tinha escutado uns pedaços e fiqeui com preguiças daquelas tremulações vocais caetanísticas não combinantes com power trio. mas depois que escutei, achei que combinou. Gostei e gostei mais do que imaginei que iria gostar já que tb estav com preguiça de atabaques da mãe africa com violoncelos morelebauns. Gostei e gostei muito, nao me arrependo é muito bela ( e digo isso rápido, antes que eu me arrependa de tanto escutá-la em alguma trilha da globo)

Cleido Vasconcelos disse...

aliás quem quiser conhecer o caetano novo, dá para baixar nesse link
http://rapidshare.de/files/33103780/Bellacrys-CaetanoVeloso-CE.rar.html
é bom que daí dá para esperar abaixar o valor absurdo de 39 reais e comprar nas ofertas das americanas daqui um tempo. Porque o encarte com letras e a embalagem digipak tb são fundamentais, mesmo que a alma do cd repouse me paz no chip do iPod.
Concordo com o Henrique, lembra king crimson o power trio que acom panha o caetano nesse trabalho. Prestem atenção na guitarra solando ao fundo de Deusa Urbana, é fripp até o capacitador fazer bico.

Anônimo disse...

Henrique!!!
Você me falou bem do CD do Caetano, fiquei meio assim, mas não resisti. Comprei o CÊ.
Já tinha quase desistido de CV, mas decidi arriscar, depois de curtir pouco o "Livro" e um pouco mais "A Foreign Sound".
Cê é angustiado, porém eletrizante..."On the rocks", no ponto!!!
Me peguei cantando Caetano, como há muito tempo não fazia:
"Você não vai me reconhecer, quando eu passar po você"
"Você foi mor rata comigo"
E sabe o que mais gosto? Do timbre...
Adorei oCê!